Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

filocriatividade | filosofia e criatividade

oficinas de filosofia e de criatividade, para crianças, jovens e adultos / formação para professores e educadores (CCPFC) / cafés filosóficos / educação / filosofia da educação / #filocri

filocriatividade | filosofia e criatividade

oficinas de filosofia e de criatividade, para crianças, jovens e adultos / formação para professores e educadores (CCPFC) / cafés filosóficos / educação / filosofia da educação / #filocri

🏝 sugestões para as férias de verão

- vamos filosofar?

joana rita sousa, 27.06.22

alexis-brown-omeaHbEFlN4-unsplash.jpg

 

oficinas intergeracionais (a partir dos 8 anos): fazer uma pausa, olhar e pensar 

 

5 de julho, terça, das 15h às 16h30 - eu quero e posso fazer aquilo que quero.
12 de julho, terça, das 15h às 16h30 - uma sereia é uma sereia. será?
19 de julho, terça, das 15h às 16h30 - e se houver um robot mais inteligente do que tu?
26 de julho, terça, das 11h às 12h30 - era uma vez um campeonato de crueldade

 

as oficinas são moderadas por Joana Rita Sousa, filósofa, perguntóloga e mestre em filosofia para crianças, responsável pelo projecto filocriatividade (desde 2008).

as oficinas são INTERGERACIONAIS e foram pensadas para pessoas a partir dos 8 anos. podem participar crianças, jovens ou adultos. 

oficinas online e síncrona, via plataforma zoom. as oficinas são independentes entre si, poderá inscrever-se apenas numa. saiba mais AQUI.

 

 

 

#filocriSUMMERCAMP - para levar a filosofia consigo, na mala de viagem 

 

👉  e que tal aproveitar o verão para treinar pensamento crítico e criativo, de forma lúdica com propostas para dialogar em família?

👉 receba no seu e-mail um conjunto de actividades pensadas para serem trabalhadas em grupo: com os amigos ou com a família (a partir dos 4 anos).

 

saiba mais AQUI.

“Praticar a boa filosofia é a melhor ligação à cidadania. É a arma mais eficaz e pacífica contra a desinformação."

- Augusto Santos Silva, na sessão de abertura do Parlamento dos Jovens

joana rita sousa, 31.05.22

FUGcDU2WQAAqVnt.jpgfonte: Twitter

 

O impacto da desinformação na Democracia - o tema do Parlamento dos Jovens, 31 de Maio de 2022 

Como contrariar o impacto da desinformação na Democracia? Sermos nós a pensar pela nossa cabeça, a pensarmos em conjunto e de forma organizada. Essa é a melhor arma contra os factos alternativos e a pós-verdade. (Augusto Santos Silva) 

 

o Pedro Figueiredo alertou-me para esta sessão com o seguinte tweet:

Screenshot 2022-05-31 at 17.59.34.png

o discurso completo pode ser ouvido aqui. logo no início Augusto Santos Silva, Presidente da Assembleia da República elogia o lado prático da filosofia, fazendo referência a Kant, Descartes e Sócrates (entre outros). Santos Silva sublinhou ainda a importância do diálogo e do pensamento colaborativo no exercício da cidadania. 

gostaria de um dia conversar com Augusto Santos Silva para partilhar o que tem vindo a ser feito em Portugal no âmbito da filosofia aplicada: cafés filosóficos, filosofia no jardim de infância, 1.º, 2.º e 3.º ciclos. pelo seu discurso de hoje talvez até já conheça bem o que se faz - eu é que assumo sempre que a filosofia aplicada é algo novo para a grande maioria das coisas. 

 

Não se aprende filosofia, mas a filosofar, já disse Kant. A filosofia não é um conjunto de ideias e de sistemas que possamos aprender automaticamente, não é um passeio turístico pelas paisagens intelectuais, mas uma decisão ou deliberação orientada por um valor: a verdade. É o desejo do verdadeiro que move a filosofia e suscita filosofias. (Marilena Chaui, Convite à Filosofia, p. 112)

 

durante o ano lectivo 2021/2022 tive oportunidade de passar por algumas escolas e trabalhar a questão da desinformação com alunos do ensino secundário, através do diálogo filosófico. 

 

sugestões para alimentar a curiosidade das crianças - e a sua!

joana rita sousa, 28.05.22

1.png

  • pergunte à criança o que pensa sobre o mundo à sua volta
  • inclua actividades culturais nas suas rotinas, como por exemplo visitas a museus ou a exposições
  • encare o erro como algo que faz parte da aprendizagem e também do processo criativo
  • promova experiências novas, como comer um alimento novo ou inventar uma receita
  • admita respostas que não correspondem às suas expectativas: "nunca tinha pensado nisso! podes explicar melhor?"
  • incentive a criança a colorir fora dos traços
  • faça perguntas à criança e aproveite para arriscar respostas
  • valorize as ideias das crianças ou as suas sugestões para resolver problemas

 

tem outras sugestões? partilhe nos comentários! 

❤️ se reconhece valor nos conteúdos que partilho por aqui, considere pagar-me um café.

previsivelmente irracional - dan ariely

#LERePENSARcom

joana rita sousa, 23.05.22

1.png

o livro:

previsivelmente irracional, de dan ariely

(edição de 2009, da editora estrela polar) 

 

a citação:

Já foi exaustivamente demonstrado que a ligação entre o salário e a felicidade não é tão forte como seria de esperar (na verdade, é bem ténue). Há inúmeros estudos que concluem que as pessoas mas "felizes" não se incluem entre aquelas que auferem rendimentos pessoais mais elevados. (p. 36)

a reflexão:

na página seguinte o autor dá o exemplo de uma pessoa que ganhou muito dinheiro e que vive rodeada de gente com muito dinheiro. porém essa pessoa é capaz de "minimizar os círculos de comparação da sua vida". o que significa isto? significa avaliar o meu rendimento pela comparação com o rendimento dos outros, por exemplo. ou avaliar o meu carro pela comparação com o carro dos outros.

no exemplo, ariely refere que uma das coisas que essa pessoa fez para minimizar os círculos de comparação foi vender o porsche boxter e comprar um prius da toyota: "Não quero a vida de um Boxster, porque quando se tem um Boxster gostava-se de ter um 911, e você sabe o que quer quem tem um 911? Quer ter um Ferrari." (p. 39). 

 

a pergunta: 

quanto mais temos, mais queremos ter? 

 

*

#LERePENSARcom é uma rubrica #filocri que pretende divulgar leituras, leitores, reflexões e perguntas. pretende-se também ampliar o entendimento de leitura: podemos ler e pensar com livros (literatura,  filosofia, ciência, álbuns ilustrados...), com documentários, com imagens ou com jogos e até com séries. procura-se aquilo que nos faz pensar, pratica-se o voltar a pensar e termina-se (se bem que o fim é um começo) com uma pergunta. 

está disponível para participar nesta rubrica? basta preencher este formulário

o quadrante de perguntas: uma ferramenta para perguntar e pensar a pergunta

joana rita sousa, 23.05.22

Screenshot 2022-05-23 at 15.30.21.png

o quadrante de perguntas foi criado por Phil Cam e é uma ferramenta bastante útil para nos ajudar a pensar nas perguntas (e nas respostas).

desta vez a partilha da ferramenta aconteceu num projecto de continuidade desenvolvido com a biblioteca escolar - centro de recursos poeta josé fanha.

a  ferramenta foi apresentada numa turma do 9.º ano no sentido de procurarmos trabalhar a pergunta.

o trampolim para este projecto com a turma do 9.º ano foi o livro coisas que acontecem (de Inês Barata Raposo e e Susa Monteiro - bruaá editora). assim, os exemplos que levei para exemplificar a ferramenta com a turma partiram da história do livro. depois escolhemos um tema do interesse do grupo para exercitar as perguntas nos vários quadrantes. 

 

Screenshot 2022-05-23 at 20.09.32.png

os quadrantes do quadrante de perguntas

 

quadrante superior esquerdo: as perguntas de compreensão ou cujas respostas "estão lá" (no texto, na imagem, no diálogo, na série... e cujas respostas são consensuais ou aceites)

quadrante inferior esquerdo: as perguntas factuais ou que cabem aos especialistas (e às quais se obtêm respostas consensuais ou aceites) 

quadrante superior direito: as perguntas que abrem para possibilidades (e para as quais se procuram respostas razoáveis)

quadrante superior esquerdo: as perguntas que convidam à investigação em conjunto e em diálogo (e para as quais se procuram respostas razoáveis)

Screenshot 2022-05-23 at 15.38.29.png(figura: Splitter, L.J., 2016. The dispositional ingredients at the heart of questioning and inquiry. 

Journal of Philosophy in Schools, 3(2), pp.18–39. DOI: http://doi.org/10.21913/jps.v3i2.1348)

 

sobre a razoabilidade das respostas ou a observação habitual de que "a filosofia não tem respostas certas ou erradas", fica o convite para ler ou voltar a ler este artigo.

 

*

se pretende trabalhar esta e/ou outras ferramentas de geração de perguntas, considere fazer parte do #ClubeDePerguntas

#ComunidadesCriativasFILOCRI

receba mensalmente um desafio para colocar a criatividade em prática

joana rita sousa, 20.05.22

kit_comunidades criativas #filocri_feed (Facebook

assuma um compromisso com a sua criatividade

ao subscrever mensalmente as #ComunidadesCriativasFILOCRI irá receber um desafio de pensamento criativo no início do mês, bem como uma curadoria de recursos para que possa explorar a temática da criatividade. há ainda lugar a um encontro via zoom na última semana do mês.
 
a participação no encontro zoom é opcional, porém recomendada, pois é uma oportunidade de trocar ideias com as outras pessoas, explorar alternativas e co-criar. 
 
 

as #ComunidadesCriativasFILOCRI destinam-se a pessoas maiores de 16 anos. 

os únicos requisitos para participar são a disponibilidade para treinar a criatividade, para errar, para aprender e para co-criar. 

 

início em Junho. saiba mais AQUI

 

 

do jardim de infância à escola secundária

joana rita sousa, 11.05.22

h89T2zUh.jpg

as últimas duas semanas foram agitadas e sobretudo viajadas. tive a oportunidade de estar com crianças e jovens dos mais diversos contextos de ensino: jardim de infância, segundo ciclo e secundário. viajei até Torres Novas, Molelos, Venda do Pinheiro e Odivelas.

zRi33an9.jpg

estas viagens incluíram projectos de continuidade e também oficinas pontuais de filosofia. há algo comum nestes trabalhos e que tem a ver com a razão para eu viajar até Torres Novas ou até Molelos: as pessoas. a mãe que me recomendou por acompanhar o meu trabalho na internet ou a professora que frequentou uma das minhas formações e sugeriu o meu nome. numa palavra: recomendação. que precioso que é o passa palavra!

e que precioso que é ouvir a professora Ana a dizer que a minha newsletter é muito útil e que tem aproveitado várias das sugestões nas suas aulas.

s9IvbF-K.jpg

a filocriatividade foi um projecto itinerante desde o 1.º momento e essa característica tem-me permitido conhecer várias escolas, diferentes práticas, muitas pessoas (miúdas e graúdas) e também cidades, vilas e aldeias um pouco por todo o país (continente e ilhas). 

nos últimos anos tenho viajado muito através do zoom, o que é igualmente enriquecedor.

*

a quem recomenda o meu trabalho: muito obrigada!

 

[se pretende saber mais sobre uma eventual visita da filocriatividade à escola dos seus filhos, na biblioteca municipal ou noutros espaços, peço que preencha este formulário]

 

 

 

comemorar a criatividade!

- dia mundial da criatividade, 21 de abril

joana rita sousa, 21.04.22

skye-studios-NDLLFxTELrU-unsplash.jpg

 

assinala-se hoje o dia mundial da criatividade. há inúmeras actividades a acontecer por esse mundo fora -e  algumas estão à distância de um click! 

aqui ficam algumas sugestões:

- actividades world creativity and innovation week

- actividades Torrance Center Portugal

- home talk / diálogos em casa sobre criatividade (e não só!) em inglês, português e espanhol

- um exercício de criatividade por dia

- 10 minutos de criatividade por dia

- artigo: 3 coisas que podemos aprender com os livros ilustrados

 

subscreva a newsletter #filocri para receber outras sugestões ao longo de todo o ano. 2x por mês envio uma curadoria de textos, de actividades, bem como recomendações de actividades dentro das áreas da filosofia e da criatividade. 

 

vamos falar sobre criatividade?

diálogos em casa - propostas para pensar em família ou na escola

joana rita sousa, 19.04.22

1.png

em casa ou na escola: procurem um dicionário de língua portuguesa.

🧐 Quem é que terá criado todas essas palavras?

🧐 Pensas que faltam palavras no dicionário? Quais?

🧐 Qual é a palavra mais criativa que conheces? Porquê?

 

sugestões de actividades:

👉 Cria o teu próprio dicionário de palavras novas: abre o dicionário de português ao calhas, em três páginas diferentes e escolhe três palavras diferentes. Escolhe uma sílaba de cada palavra e mistura-as para criar uma palavra nova.

👉 No teu dicionário de palavras novas escreve a palavra e o seu significado. Podes fazer esta atividade sozinha/o ou com as pessoas da tua turma.

 

(actividade pensada para crianças dos 6 aos 9 anos

e criada para as Home Talks - Diálogos em Casa - Dialogue Works)

 

vamos falar sobre criatividade?

diálogos em casa - propostas para pensar em família ou na escola

joana rita sousa, 08.04.22

Screenshot 2022-04-08 at 11.51.36.png

 

em casa ou na escola observem o seguinte vídeo: Pato! Coelho! - Amy Krouse Rosenthal e Tom Lichtenheld

🦆 Consegues ver o coelho?

🐰  Consegues ver o pato?

🤭 Será que ali há outro animal?

🤭 Um animal pode ser um pato e um coelho ao mesmo tempo? 

 

📌 pensa em dois animais muito diferentes, mistura-os e cria um animal novo: como se chama? o que come? o que gosta de fazer no seu tempo livre? desenha-o sozinho/a ou em família. 

 

(actividade pensada para crianças dos 3 aos 5 anos

e criada para as Home Talks - Diálogos em Casa - Dialogue Works)