Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

filocriatividade | filosofia e criatividade

oficinas de perguntas, para crianças / para pais e filhos | formação para professores e educadores (CCPFC) | #filocri | #filopenpal | #FilosofiaAoVivo

filocriatividade | filosofia e criatividade

oficinas de perguntas, para crianças / para pais e filhos | formação para professores e educadores (CCPFC) | #filocri | #filopenpal | #FilosofiaAoVivo

Isto Não É Filosofia & Joana Rita Sousa

- perguntas e respostas em torno da filosofia moderna

 

EhlaNlyXkAANwNg.jpg

o Vitor e a Evelyn disponibilizam, semana após semana, uma aula sobre história de filosofia, no seu canal youtube. o mote? Isto Não É Filosofia (INEF). se querem saber as razões para o nome deste projecto, (re)visitem a conversa que tive com o Vítor, ali mesmo na IGTV.

depois da aula, que acontece às sextas, há perguntas e respostas "ao vivo e em directo", no instagram. foi com muito gosto que recebi o convite do INEF para fazer parte do ciclo de perguntas e respostas, aos sábados (17h Brasil, 21h Lisboa - Portugal).

estou a revisitar os dossiers e os apontamentos de filosofia moderna, do tempo da licenciatura e a (re)descobrir uma época que não é a minha preferida (confesso). sou mais dos antigos (dos primeiros filósofos) e dos disruptivos (querido Nietzsche!) e por isso está a ser um desafio.

 

encontramo-nos no instagram?

hoje, dia 12 de Setembro, vamos falar da aula de ontem, que está disponível AQUI

siga a filocriatividade e o INEF. até logo!

 

 

 

 

Fórum Parar para pensar - na revista Dois Pontos

já conhece a revista Dois Pontos?

se a resposta é "não" fica o convite para conhecer este projecto através da conversa que tive com a Ana, no instagram #filocriCONVIDA.

o tema da revista de verão é Comunidade - e é nesse contexto que eu e a Dois Pontos convidamos miúdos e graúdos  a pensar e a dialogar em torno da pergunta:

"Qual é a diferença entre um conhecido e um desconhecido?"

está aberto o fórum online (clique na imagem)! encontramo-nos por lá?

 

110946869_333320028060934_3288237706072083076_o.jp

 

[novas datas] oficina A perguntar é que a gente se entende

para pessoas interessadas em aprender sobre a arte de fazer perguntas

 

oficina-arte-fazer-perguntas-final (1).png

 

A pergunta é a porta de entrada para tantas coisas na nossa vida. Quando conhecemos alguém pela primeira vez perguntamos: “Como se chama?”. Depois segue-se o “Como está?” e a conversa de circunstância que começa com perguntas.

No quotidiano precisamos de perguntas para trabalhar, para estudar, para nos relacionarmos com os outros à nossa volta. Como fazer perguntas simples? O que fazer para tornar as perguntas mais claras?

 

Nesta oficina vamos praticar a pergunta, exercitando o pensamento crítico e o pensamento criativo, bem como o pensamento colaborativo.

 

A quem se destina? A entrada é permitida a quem quer perguntar.

 

 Tópicos:

  • O que é uma pergunta?
  • Como perguntar de forma simples?
  • O que torna uma pergunta clara e distinta?
  • O que pergunta uma pergunta?

 

 Autores de referência:  René Descartes, Platão, Edward de Bono, Robert Fisher

 Duração: 10h (sessões síncronas e assíncronas) 

 Funcionamento da oficina:  Haverá sessões online, via zoom e síncronas, para a parte mais teórica da formação e para permitir o pensamento colaborativo e trabalho em grupo.

Também vamos trabalhar colaborativamente através da Google drive, havendo acompanhamento de trabalho através da Google classroom.

 

 Sobre a formadora:

Joana Rita Sousa é filósofa, formadora e mestre em filosofia para crianças. Trabalha na área da filosofia aplicada desde 2008.

 

 Calendário: 

1.ª sessão síncrona 2h – 17 de Agosto, quinta, 18h30/20h30

2.ª sessão assíncrona 2h

3.ª sessão síncrona 2h – 24 de Setembro, quinta, 18h30/20h30

4.ª sessão assíncrona 2h

5.ª sessão síncrona 2h – 1 de Outubro, quinta, 18h30/20h30

 

 

Informações e inscrições junto da Bertrand Livreiros

A perguntar é que a gente se entende

– oficina sobre a “arte” de fazer perguntas

117813881_10156979972651548_2362499544415491926_o.

 

A pergunta é a porta de entrada para tantas coisas na nossa vida. Quando conhecemos alguém pela primeira vez perguntamos: “Como se chama?”. Depois segue-se o “Como está?” e a conversa de circunstância que começa com perguntas.

No quotidiano precisamos de perguntas para trabalhar, para estudar, para nos relacionarmos com os outros à nossa volta. Como fazer perguntas simples? O que fazer para tornar as perguntas mais claras?

 

Nesta oficina vamos praticar a pergunta, exercitando o pensamento crítico e o pensamento criativo, bem como o pensamento colaborativo.

 

A quem se destina? A entrada é permitida a quem quer perguntar.

 

 Tópicos:

  • O que é uma pergunta?
  • Como perguntar de forma simples?
  • O que torna uma pergunta clara e distinta?
  • O que pergunta uma pergunta?

 

 Autores de referência:  René Descartes, Platão, Edward de Bono, Robert Fisher

 Duração: 10h (sessões síncronas e assíncronas) 

 Funcionamento da oficina:  Haverá sessões online, via zoom e síncronas, para a parte mais teórica da formação e para permitir o pensamento colaborativo e trabalho em grupo.

Também vamos trabalhar colaborativamente através da Google drive, havendo acompanhamento de trabalho através da Google classroom.

 

 Sobre a formadora:

Joana Rita Sousa é filósofa, formadora e mestre em filosofia para crianças. Trabalha na área da filosofia aplicada desde 2008.

 

 Calendário: 

1.ª sessão síncrona 2h – 28 de Agosto, sexta, 18h30/20h30

2.ª sessão assíncrona 2h

3.ª sessão síncrona 2h – 2 de Setembro, quarta, 18h30/20h30

4.ª sessão assíncrona 2h

5.ª sessão síncrona 2h – 8 de Setembro, terça, 18h30/20h30

 

 

Informações e inscrições junto da Bertrand Livreiros

Cafés Filosóficos [online]

- Bertrand Livreiros

21790097_hqqRF.jpg

próximas datas e perguntas: 

 

13 JULHO | 18:30h - Para que servem os amigos?
27 JULHO | 18:30h - Podemos cometer um erro convencidos de que estamos a fazer bem?
24 AGOSTO | 18:30h - O que é que mudava se fossemos infinitos?

 

 

mais informações e inscrições neste link

 

pensar DENTRO da caixa

- criatividade no dia-a-dia

95771146_10156719743996548_5945888085324595200_o.j


Parar para pensar – e para criar, DENTRO da caixa. Eis o desafio desta oficina, durante a qual os participantes terão oportunidade de dar largas à criatividade. Esta entende-se como algo que pode ser aplicado no quotidiano. O curso pretende dar ferramentas para que a prática da criatividade faça parte dos seus dias. Vamos a isso?

Autores de referência: Tony Buzan, Robert Fisher, Immanuel Kant e Edward de Bono.

TÓPICOS
a) Caixa? Mas qual caixa?
b) Mapear o pensamento
c) Técnicas de criatividade para o dia-a-dia
d) O diálogo como ferramenta de criatividade

Destinatários: adultos motivados para aprender e colocar a criatividade em prática

ONLINE | dias 19 maio e 21 maio, das 18:30h às 21:30h | 25,00€ 

Com Joana Rita Sousa, formadora na área da criatividade, consultora na área da estratégia digital, filósofa e colecionadora de perguntas.

Inscrições: bit.ly/oficina-criatividade-

 

a realidade (ir)real: pensamento criativo para o dia-a-dia

TV_curso_criatividade.png

 

Um curso de dois dias que proporcionará ferramentas de criatividade com vista à análise e à resolução de problemas.

Seja na vida pessoal ou na vida profissional, as oportunidades para treinar o pensamento criativo surgem a toda a hora. Na teoria queremos fazer diferente, mas na prática faltam-nos ferramentas e algumas respostas a perguntas que começam por “como?”. Este curso pretende dar-te as ferramentas para que a prática da criatividade faça parte dos teus dias.  Vamos a isso?

 

> 7 e 14 de março (sábados) - total de 12h 

> 10h-17h30 

> Coworking de Torres Vedras

mais informações na agenda do Coworking Torres Vedras

filosofia para crianças, pensamento crítico e pensamento criativo

- uma conversa com o Tito de Morais, em directo no facebook

2020-01-07-livestreaming-cover-joana-rita-sousa.pn

 

Ginásio do Pensamento: Filosofia Para Crianças e Jovens

Nesta sessão vamos conversar um pouco sobre o que é a Filosofia para Crianças e Jovens e como podemos trabalhar os pensamentos crítico e criativo a partir do quotidiano.

 

o convite foi lançado pelo Tito de Morais, fundador do Projecto MiudosSegurosNa.Net. conheci o Tito há alguns anos, através do Twitter e foi assim que conheci também o  Projecto MiudosSegurosNa.Net. 

juntem-se à conversa através da página de facebook do projecto, às 21h30 (hora de Lisboa), no dia 7 de janeiro (terça).

 

o que é que faz com que uma pergunta seja...

...uma pergunta?

 

este foi o desafio que abraçámos na oficina de filosofia que aconteceu em Odivelas, no ginásio da educação Da Vinci

 

image0.jpeg

neste exercício há várias frases apresentadas em cartas que têm de ser "arrumadas" numa de três "gavetas imaginárias": 

- é uma pergunta;

- não é uma pergunta;

- não sabemos.

 

durante o diálogo o nosso propósito consiste em encontrar critérios para dizer que a frase é uma pergunta. pode parecer óbvio que o ? é o que dita a pergunta, mas a verdade é que o diálogo nos leva a questionar esse critério (e a colocar outros que também podem ser questionados). 

 

image1.jpeg

as questões do sentido, do que acontece quando perguntamos ou quando respondemos, a entoação com a qual se dizem as coisas: estes foram alguns pontos que nortearam a nossa oficina de filosofia. 

 

image3.jpeg

estas foram alguns dos pontos que nos "incomodaram" durante a oficina:

"que sentido tem fazer perguntas quando já sei a resposta?"

"há exclamações que emitem uma pergunta" 

"há perguntas que parecem perguntas, mas são só para confirmar"

"o "será" serve para exprimir uma dúvida, que perguntamos aos outros"

 

falámos de fadas e do pai natal, um tema "quente" desta altura do ano. fica uma ideia que sublinha o poder da imaginação:

"o pai natal ou a fada dos dentes é como um filme: para conseguir desfrutar do filme tens que pensar que é realidade". 

 

 

no final da oficina houve um momento para falar da nossa forma de trabalhar: 

"aprendi a ter paciência"

"aprendi que podemos interpretar as coisas de outra forma"

"as coisas oidem ter vários significados"

"como sabemos se uma pergunta é uma pergunta"

"aprendemos a interpretar as perguntas, o tom de voz quando falamos"

"senti curiosidade"

"senti ansiedade"

"senti felicidade"

 

 

 

 

demorar

tumblr_pn8i7q2aBe1qhzqx6o1_500.jpg

 

Então, mas demorámos estas aulas todas para chegar a esta conclusão? Não podias ter dito logo, Joana?”, disse-me o Leandro, no final da terceira aula sobre a investigação “o que é uma pergunta?”. Sim, três aulas, isto é, três semanas às voltas com aquilo que faz com que uma frase seja uma pergunta. Parece um trabalho inútil, no sentido de salientar o óbvio – afinal, todos nós sabemos o que é uma pergunta, certo? Basta ter um ponto de interrogação? Ou há outros critérios que fazem parte da pergunta e que, por serem óbvios, nem sempre atendemos?

 

para ler na íntegra no site Up To Kids 

Mais sobre mim

O que faço?

Filosofia é coisa para miúdos

Fórum na Revista Dois Pontos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D