Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

filocriatividade | filosofia e criatividade

oficinas de filosofia e de criatividade, para crianças, jovens e adultos / formação para professores e educadores (CCPFC) / mediação da leitura e do diálogo / cafés filosóficos / #filocri

filocriatividade | filosofia e criatividade

oficinas de filosofia e de criatividade, para crianças, jovens e adultos / formação para professores e educadores (CCPFC) / mediação da leitura e do diálogo / cafés filosóficos / #filocri

diálogos filosóficos no jardim de infância

joana rita sousa, 26.10.22

 

9U7lMO_f.jpg

 

🦖 na sala do balão mágico explorámos o que é real / o que não é real.

como é que surgiu este tema? de uma observação e de uma pergunta. ao entrar na sala reparei no tapete cheio de brinquedos onde estavam imensos animais. perguntei às crianças:

o que é isto?

- ah, é um jardim zoológico de animais selvagens, dinossauros e animais domésticos.

tantos? - perguntei. e eles não se chateiam uns com os outros?

- oh joana, isso não é um zoo a sério!

 

👉 estava dado o mote para explorarmos o que são coisas "a sério" e coisas "a brincar". 

👉 assim foi: através de exemplos e de histórias explorámos o "a sério" e o "a brincar" - até que o pequeno "H" disse: "estamos a falar do que é real e do que não é real". sem que as pessoas adultas usassem este vocabulário (real / não real), este surgiu na fala de uma das crianças. 

👉  observar o que acontece em sala e escutar os crianças têm para nos dizer e o que lhes interessa é o que basta para iniciar um diálogo filosófico.

📍 planear diálogos? sim.
📍 improvisar a partir do que acontece em sala? sempre!

 

*

👉 se gostaria de saber mais sobre a filosofia para / com crianças e sobre a minha prática em sala, considere inscrever-se nesta formação junto da Casa do Professor (início a 9 de novembro, formato online).

filosofia no jardim de infância

joana rita sousa, 12.10.22

RCFsMkr6.jpg

YEAH! a filosofia está de volta ao jardim de infância!

a sala do balão mágico  [4 / 5 anos] está cheia de meninos e de meninas tão crescidos: há caras conhecidas e há caras novas! no meio das apresentações e dos "olá, eu sou..." descobrimos pessoas com nomes iguais, com nomes diferentes. além disso, descobrimos coisas iguais entre pessoas diferentes!

na sala dos traquinas [3 / 4 anos] há uma mão cheia de mini-pessoas conversadoras e curiosas. partilhámos coisas das quais gostamos (de fazer, de comer, e outras coisas que não são tão coisas assim... humm, já temos aqui muitas ideias para pensar!) 

 

🫶 a memória das crianças é incrível e muitas das crianças da sala do balão mágico lembram-se de muitos pormenores dos trabalhos de pensar que desenvolvemos no ano passado. lembram-se melhor do que eu! 

"eu acho que fizemos MUUUIITAS coisas"

joana rita sousa, 18.05.22

Ejdp9XCd.jpg

o ano lectivo está quase, quase a acabar. hoje propus a um dos grupos do jardim de infância para pensarmos nas coisas que já fizemos e pensámos desde outubro 2021. 

"eu acho que fizemos MUUUUUITAS coisas", disse uma das crianças.

é verdade: desde o 1.º encontro até hoje já navegámos por muitas ideias e muitas perguntas. os livros ilustrados têm sido uma constante no trabalho deste grupo que às vezes se "queixa" que as histórias que eu levo são um bocadinho disparatadas 🙊

hoje foi dia de lembrar o caminho que fizemos e de voltar a pensar nalgumas das coisas sobre as quais dialogámos.  quando voltamos a pensar, não só praticamos a memória (e eles lembram-se de TANTOS pormenores), mas também revisitamos o nosso pensamento. pensamos sobre aquilo que pensámos e avaliamos se as ideias ainda são boas ou se precisam de voltar a ser pensadas. 

o tempo passa tão rápido!

 

 

ler com imagens ou ler com palavras?

- filosofia no jardim de infância.

joana rita sousa, 22.12.21

Screenshot 2021-12-22 at 20.17.58.png

a sala do 🎈 balão mágico continua a investigar os livros do andy lee (sim, aqueles onde o monstrinho azul nos pede para não abrir o livro, para não virar a página...). hoje investigamos como é ler as imagens e ler as palavras dos livros. faz diferença? descobrimos mais coisas? imaginamos mais ou menos coisas? 

(e o nosso amigo monstrinho azul que só arranja sarilhos em cada um dos livros? o que será que vai acontecer-lhe no próximo livro se continuarmos a virar as páginas?)

pelo meio procuramos trabalhar com os "porquês", apresentar as nossas razões. pelo meio surge a agitação típica dos dias que já cheiram a natal 🎄 - e tudo isso faz parte do nosso tempo de pensar na filosofia! 

 

na sala da 🌸 amizade continuamos a pensar a... amizade. "como explicamos a um extra-terrestre o que é a amizade?" 

"mas os extra-terrestres não existem!" 🙆‍♀️ disse a M! e será que podemos imaginar por um bocadinho que eles existem? entre muitos "e se", conversámos sobre as melhores maneiras para fazer amigos. como fazer com que alguém seja meu amigo? "podes perguntar se ela quer ser tua amiga, ela pode responder sim ou não". 

no final houve ainda tempo para ler a história amizade sobre rodas, da paula teixeira e da rita correia, um livro que inclui algumas palavras em língua gestual portuguesa. 

 

uma nota: língua gestual portuguesa no jardim de infância

quando chego à sala digo bom dia em língua portuguesa e em língua gestual portuguesa (LGP). uso também o "está tudo bem?" e vou introduzindo alguns gestos espontaneamente. acontece que a educadora de uma das salas aprendeu e ensinou algumas palavras em LGP às crianças e aproveitámos para recordar o que tinham aprendido.

hoje aprendemos ainda a dizer filosofia, bom natal e também o meu nome gestual, "franjinhas". 

no canal do Tiago é possível aprender alguns gestos sobre a temática do natal. vamos aprender? 

 

 

 

 

"fizemos errado" - e agora?

oficinas #filocri no jardim de infância

joana rita sousa, 15.12.21

267865197_6615165948554041_2462425209833646051_n.j

[visita ao jardim de infância]

a sala do balão 🎈 mágico continua a querer "fazer errado" e pronto... lá abrimos mais um daqueles livros do monstrinho azul que está sempre a pedir para não abrir o livro ou para não virar a página. 

na sala da 😍 amizade estivemos a experimentar um jogo sobre... a amizade. confesso, inventei o melhor jogo que consegui, porém as crianças querem ajudar a fazer um jogo melhor. assim, já temos tarefa para o próximo encontro. 

FGqNEFaXsAQIJVV.jpg

 

se pretende que as oficinas #filocri viajem até à sua escola ou biblioteca escolar,

contacte-me através deste formulário

 

 

"foi errado abrir o livro?"

- investigações no jardim de infância

joana rita sousa, 10.11.21

9-yGFTD1.jpg

abrir ou não abrir o livro?

na oficina passada virámos todas as páginas do livro "Não abras este livro". houve todo um entusiasmo para descobrir cada uma das páginas.

hoje pensámos um pouco sobre o que fizemos. afinal, o livro diz lá "NÃO". e nós não respeitámos o não!  por que é que abrimos o livro?

💬 "foi errado abrir o livro", disse uma das crianças. porquê? 💬 "porque dizia lá que NÃO" e💬 "o monstrinho azul ficou num sapo". 

o virar das páginas mudou a vida do nosso amigo o monstrinho azul. não podemos voltar atrás. então e se a história continuar? 

"Não abras este livro outra vez" - e agora?  abrimos o livro amarelo? 

entre SINS e NÃOS, pedi às crianças para levantar o braço e escolher. as mesmas pessoas levantaram o braço no SIM e no NÃO. eu fiquei muito confusa e sem saber o que fazer.

💬 "nós queremos saber o que vai acontecer mas diz para não abrir"

💬 "mas nós queremos saber o que vai acontecer!"

💬 "abre, abre."

bom, e abrimos o livro. e a vida do nosso amigo monstrinho azul mudou de novo. e agora? 

 

 

FD1pfCIX0AURAf9-1.jpg

 

investigação: será que este livro fala de amizade? 

 

na sala de amizade o grupo tem estado a trabalhar o tema dos animais. assim, resolvi levar o livro "Os animais estavam zangados" para falar de amizade. bom, na verdade precisava da ajuda do grupo para compreender se tinha escolhido bem o livro para falar de amizade.

depois da partilha da história - que trouxe recordações da visita que as crianças fizeram recentemente ao jardim zoológico - partimos para a investigação: este livro fala da amizade? 

💬 "o livro não diz que é da amizade"

💬 "os animais também são amigos?"

💬 "o que é ser amigo de alguém?" 

ser amigo de alguém é 💬 "brincar" e 💬 "partilha coisas". também pode ser 💬 "conversar sobre aquilo que aconteceu". será que os animais têm conversas dessas?

💬 "sim, os flamingos do jardim zoológico estavam a conversar".

porém, o nome da história deixou-nos a pensar se seria mesmo uma história de amizade. afinal, estar zangado não "bate certo" com a ideia da amizade. 

💬 "os animais estavam zangados porque partiu-se a amizade"

 

*

pensar, escutar e falar (peter worley) 

regresso a Peter Worley e ao seu mais recente livro Corrupting Youth para lembrar que o triângulo pensar, escutar e falar constitui o movimento básico e essencial para que a filosofia e o diálogo filosófico possam acontecer. 

não é fácil praticar o pensar e escutar e falar, um de cada vez. por vezes entusiasmamo-nos muito e falamos por cima uns dos outros e não conseguimos escutar-nos. outras vezes pensamos, mas não conseguimos muito bem falar do que pensamos. escutar é quase uma arte, nos dias que correm, com tantos estímulos a captar a nossa atenção.

estas dificuldades não são exclusivas das crianças do jardim de infância, são até bastante comuns entre os adultos 

temos todo um ano lectivo pela frente para praticar o pensar, escutar e falar! 

 

*

se pretende que as oficinas #filocri viajem até à sua escola,

jardim de infância ou biblioteca escolar, contacte-me através deste formulário

 

 

"vira a página, vira a página"

a filosofia no jardim de infância

joana rita sousa, 04.11.21

Screenshot 2021-11-04 at 13.02.52.png

 

a filosofia regressou às salas do balão mágico e da amizade, desta vez com uma história e com um sinal que nos vai acompanhar durante os próximos encontros. 

 

"vira a página, vira a página"

o livro "Não abras este livro", de Andy Lee é uma delícia - para miúdos e graúdos. depois de terminarmos a nossa partilha sobre as coisas que gostamos e não gostamos, aproveitei para partilhar uma coisa de que gosto muito: livros e ler histórias. e foi assim que o provocador livro de Andy Lee apareceu na roda. 

devo abrir o livro? SIM!

devo virar a página? SIM! 

e porquê? não estamos nós a quebrar uma regra?

"nós, não. tu é que tens o livro", disse uma das crianças. 

no próximo encontro vamos falar das regras e das (boas?) razões para não as cumprirmos. 

 

"não há aqui nenhum rato" 

na sala da amizade havia amigos novos na roda. depois das apresentações feitas, apresentei-lhes o sinal da investigação, o ?. 

"hoje vamos fazer uma investigação", disse. 

"uma "instigação"? mas porquê? não passou aqui nenhum rato", disse uma das crianças.

o que é que um rato tem a ver com investigação? depois de algum diálogo percebemos que para aquela criança investigar era descobrir de onde vinha um rato ou onde se tinha escondido. afinal, quando vemos um rato parece sempre que ele não era suposto andar li, é estranho e deixa-nos curiosos. 

que bela oportunidade para falar de um exemplo de investigação que tenho cá em casa: o meu cão Félix. o Félix tem um faro incrível e nada lhe passa despercebido. foi por causa do Félix que percebi que talvez andasse um rato no quintal e tive de investigar a situação. 

assim, na filosofia, vamos ser um bocadinho como o Félix: vamos "farejar" as perguntas e os pensamentos e procurar respostas. e só paramos quando encontrarmos o "rato". 

já começámos: andámos a ver (ou melhor, a farejar) que razões há para gostar disto e não gostar daquilo. afinal, por que é que há pessoas que gostam de fazer desenhos e outras não gostam de fazer desenhos? 

 

*

pensar, escutar e falar (peter worley) 

regresso sempre a Peter Worley e ao seu mais recente livro Corrupting Youth para lembrar que o triângulo pensar, escutar e falar constitui o movimento básico para que a filosofia e o diálogo filosófico possam acontecer. 

oficina após oficina vou convidar as crianças da sala do balão mágico e da sala da amizade para pensar, escutar e falar  - e para quebrar regras e virar páginas. UPS!  

 

 

 

a filosofia está de volta ao jardim de infância

joana rita sousa, 20.10.21

246007821_10224068485152217_1834772854792383096_n.

chegou o dia do regresso: eu e a mochila da filocriatividade voltámos ao jardim de infância (JI) para mais um ano lectivo de porquês, de perguntas e de respostas. desta vez temos a companhia das crianças da sala do balão mágico e da sala da amizade. 

 

o foco da 1.ª visita

nesta 1.ª visita a minha preocupação passa por conhecer as crianças e também a equipa de cada uma das salas. neste momento e por já colaborar há vários anos com este JI, as pessoas educadoras e auxiliares já me são familiares. tenho o trabalho facilitado pois também as equipas já conhecem o meu trabalho e há uma série de coisas que já temos articuladas entre nós.

para conhecer as crianças imaginei um jogo simples: dizer uma coisa que gostamos e uma coisa que não gostamos. pensei em perguntar logo o porquê, porém quis dar tempo para escutar se as crianças iriam dar razões ou se alguma das crianças teria curiosidade em saber o porquê. acabou por acontecer e foram as crianças que foram "pedindo" o porquê umas às outras. 

 

fazer uma pergunta: cuidar e colaborar

neste jogo, também se pratica o acto de perguntar: as crianças são convidadas a perguntar umas às outras a coisa que gosta e as coisa que não gosta. levo uns cartões coloridos e com smiles para ajudar a perguntar. há crianças que se levantam da roda e vão mesmo para perto do amigo ou da amiga para fazer a pergunta. outras perguntam sentadas e perguntam para o outro cantinho do tapete. neste jogo treinamos a escuta e a espera pela nossa vez e praticamos assim o pensamento colaborativo e cuidadoso (cuidativo).

 

pensamento crítico e pensamento criativo 

 

ihTSmWYF.jpg

de que forma se trabalham as dimensões do pensamento crítico e criativo num jogo como este? 

escutando as coisas escolhidas por cada uma das pessoas: há coisas de que muitos gostam? é possível que a mesma coisa seja aquela de que uma pessoa gosta e a de que outra pessoa não gosta? ouvimos bem: a J. adora fazer desenhos e o M. não gosta de fazer desenhos? perguntamos pelas razões de cada um para compreender.

também é possível que haja uma mesma razão para gostar de coisas diferentes. escutando e observando as falas de cada um podemos exercitar o pensamento criativo e ser convidados a pensar o mesmo de forma diferente

enquanto facilitadora trabalho estas dimensões de pensamento a partir daquilo que acontece no diálogo. neste caso nem foi preciso eu insistir com o porquê, pois ele foi "pedido" pelas crianças que manifestaram curiosidade em saber mais sobre as ideias umas das outras. 

 

pensar, escutar e falar (peter worley) 

citando Peter Worley no seu mais recente livro Corrupting Youth, pensar, escutar e falar constituem o movimento básico para que a filosofia e o diálogo filosófico possam acontecer.

esse é o convite triplo lançado às crianças da sala do balão mágico e da sala da amizade: pensar, escutar e falar. sem pressa: temos um ano lectivo pela frente! 

 

 

 

 

regresso ao jardim de infância

joana rita sousa, 06.07.21

E5njmTbWUAQ-Gow.jpg

desde Março de 2020 que não visitava o jardim de infância para filosofar com a pequenada. hoje foi dia de regressar e de conhecer os filósofos da Floresta Encantada e do Palácio das Aventuras. na verdade, alguns dos filósofos já eram meus conhecidos do ano lectivo passado (e estão TÃO CRESCIDOS!).

o (re)começo das oficinas de filosofia aconteceu com a ajuda do livro Em que pensas tu? (de Laurent Moreau, publicado pela O Bichinho de Conto) que nos convida a visitar a cabeça de várias pessoas. parece que é lá que moram os pensamentos. será? 

vamos continuar a investigar! 

ups! fui apanhada!

joana rita sousa, 24.06.21

[joana] preciso da vossa ajuda para me lembrar do que fizemos da última vez que estive aqui...
[a.] oh joana, tu dizes isso só para a gente aprender!
[joana] humm? podes explicar?
[a.] tu sabes o que fizemos da última vez, mas fazes essa pergunta do lembrar só para a gente aprender as coisas. tu lembras-te, eu vejo pela tua cara!

- jardim de infância, sala dos 3 / 4 anos (2019)

 

39442321_10215364940369037_2438764528968663040_n.j