Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

filocriatividade | filosofia e criatividade

oficinas de filosofia e de criatividade, para crianças, jovens e adultos / formação para professores e educadores (CCPFC) / mediação da leitura e do diálogo / cafés filosóficos / #filocri

filocriatividade | filosofia e criatividade

oficinas de filosofia e de criatividade, para crianças, jovens e adultos / formação para professores e educadores (CCPFC) / mediação da leitura e do diálogo / cafés filosóficos / #filocri

o que significa ficar de castigo?

- oficinas o poder do diálogo: filosofia visual no 1.º ciclo

joana rita sousa, 24.11.22

Screenshot 2022-11-24 at 14.38.53.png

📷 Cláudia Almendra - Ludo Biblioteca José Jorge Letria

Observa, joga e pensa: este é o convite que as oficinas “o poder do diálogo” lançam às crianças do 1.º Ciclo do Ensino Básico. A dinamização está a cargo de Joana Rita Sousa, filósofa, perguntóloga e mestre em filosofia para crianças.

Estas oficinas giram em torno das propostas da filosofia visual (Wonder Ponder), onde o trampolim para o diálogo são imagens com cenas que provocam o pensamento e o diálogo.  (via agenda 360 Cascais)

 

Cultura Cascais - oficinas nas Bibliotecas Municipais

 

filosofia no museu!

- uma oficina de filosofia, para crianças, no MIAA

joana rita sousa, 16.11.22

315810832_647900807036009_7773530763208694821_n-1.📷 Ana Dias

👀 parar, observar, perguntar, escutar e dialogar - eis a proposta lançada às crianças que participaram no Festival de Filosofia de Abrantes.

🎨 partimos das obras do Mestre José Pimenta (exposição RIO, com curadoria de Sara e André), que se encontram no MIAA - Museu Ibérico de Arqueologia e Arte de Abrantes

❤️ há muito que gostaria de trabalhar diálogo filosófico num museu e a partir daquilo que encontramos no museu. as equipas da Biblioteca Municipal António Botto e do MIAA aceitaram a ideia com muito gosto e criaram as condições para que tal fosse possível. 

❓ inspirada pelo trabalho da Ellen Duthie (Wonder Ponder) e das suas propostas de filosofia visual, convidei as crianças a observar e perguntar, para criarmos um PERGUNTÁRIO a partir das obras do Mestre José Pimenta. entre perguntas sobre significados e inspirações, fomos colocando hipóteses e arriscando porquês.

 

👉 ainda uma nota: a exposição RIO pode ser visitada até 26 de Fevereiro de 2023. 

filosofia para crianças em Cascais

joana rita sousa, 08.11.22

 

Observa, joga e pensa: este é o convite que as oficinas “o poder do diálogo” lançam às crianças do 1.º Ciclo do Ensino Básico. A dinamização está a cargo de Joana Rita Sousa, filósofa, perguntóloga e mestre em filosofia para crianças.

Estas oficinas giram em torno das propostas da filosofia visual (Wonder Ponder), onde o trampolim para o diálogo são imagens com cenas que provocam o pensamento e o diálogo. 

24 de novembro das 10h30 às 11h30
- Biblioteca Infantil e Juvenil
- com o tema “mundo cruel” [o que significa ficar de castigo?]
- inscrições: 214 815 326/7 

25 de novembro das 10h30 às 11h30
- Biblioteca Municipal de Cascais - Casa da Horta da Quinta Santa Clara
- com o tema “eu, pessoa” [como sabes que não és um robot?]  
- inscrições: 214 815 418 

Público-alvo: alunos do 1.º ciclo

 

informações > 360 Cascais

un par de ojos nuevos

- um livro para ruminar!

joana rita sousa, 23.10.22

o7ynRMy5.jpg

Vinayaki llega a su nuevo hogar con una pequeña maleta y muchos muchos nervios. Gordon, el perfecto anfitrión, la recibe con tarta, un zarpazo amable y un baile escocés. Pierre, Nena Gol y Harriet le dan la bienvenida a la Compañía Rumiante de Fantoches Ambulantes con una reverencia, un zapateo y un grito de alegría. ¡Yuju!

Pero Vinayaki tiene miedo. Mañana la llevan al sanatorio por primera vez.

Una historia sobre el cambio y la identidad, con tarta, lágrimas, más tarta, preguntas, suspense, risas y el comienzo de una hermosa amistad.

Una obra cómica, filosófica, desasosegante y reconfortante.

 

"Compañía Rumiante de Fantoches Ambulantes" - eis a primeira frase que encontramos no livro. Ao ler esta frase viajei de imediato às minhas aulas de filosofia da linguagem, com o Professor Artur Morão, onde ouvia o verbo ruminar associado à leitura e ao pensamento. Pensar (e filosofar) passa por ruminar as ideias, as palavras, os conceitos. 

Continuando a virar a página, senti-me numa peça de teatro: "Acto Primero", podemos ler na página 5. Nesse momento resolvi sentar-me e instalar-me para assistir à peça. E eis que aconteceu outro momento de espanto, quando Gordon e Vinayaki se conhecem e se apresentam.

Página a página, somos convidadas a praticar o espanto, através da leitura e das ilustrações que nos permitem imaginar a companhia de fantoches e o desenrolar desta peça. Podemos fechar os olhos e imaginar. Podemos abrir os olhos e imaginar. 

Há peripécias, há perguntas, há respostas que se arriscam. Há ritmo e humor. Há um elefante azul que se chama Vinayaki e também há bolos 😋

Mais uma vez, a editora Wonder Ponder surpreende com esta proposta para pensar temáticas fundamentais como a identidade e a mudança. 

"Abre los ojos."

 

Como vou fazer para levar este livro para as oficinas de filosofia que dinamizo? Uma vez que tenho facilidade em ler em espanhol, não será problemático. Mas tal como faço com os livros em inglês que levo para as oficinas, levo pequenas cábulas em português para me ajudar na leitura. 

*

👀 "Un par de ojos nuevos" é uma edição Wonder Ponder da autoria de Ellen Duthie, Javier Sáez Castán e Manuel Marsol. 

🧒🏻 para pessoas leitoras a partir dos 3 anos (com apoio e mediação da leitura) e dos 5 aos 8 anos. 

Un_par_de_ojos_nuevos_8-9_ALTA+(1).jpg

 

a pergunta "como é que correu o dia?" é gigante e depois a resposta é curta: "bem" ou "fixe"

- ainda sobre as oficinas de diálogo no FOLIO 2022

joana rita sousa, 19.10.22

310445461_3287813491490842_3566914513172067161_n.j

[oficinas com o jardim de infância] - o poder do diálogo

💥 podemos roubar para dar uma lição a alguém?
💥 os maiores também têm de cumprir e aceitar pedidos? ou só os mais pequenos?

 

👉 numa das oficinas com o jardim de infância tivemos a oportunidade de pensar sobre a ideia de justiça: é justo que um amigo decida não dar presentes aos amigos, depois de já ter recebido os seus presentes? é justo querer ficar com os presentes todos para mim? como é que resolvemos esta situação, de um amigo que não cumpriu com o que foi combinado?

👉 o provocador livro Não abras este livro! foi o mote para pensarmos nas regras e nos pedidos. afinal, o monstro diz várias vezes "por favor" - e nós ignoramos esse pedido. porquê?

 

[oficinas com o 1.º e 2.º ciclos] - o poder do diálogo

💥 ser inteligente é diferente de ser esperto?
💥 uma pessoa burra pode ser esperta?
💥 o que é um corpo normal?
💥 gostarias de ter mais do que um cérebro? porquê?

 

[oficinas com famílias] - o poder da pergunta

💥 "as perguntas geram respostas e também geram opinião"

💥 "há perguntas que servem para pressionar, como "queres brincar comigo, não queres?". nós queremos mesmo que a pessoa brinque connosco, estamos a pressionar."

💥 "a pergunta é uma forma de perceber informação de outra pessoa." - há perguntas para aprender, perguntas informativas, perguntas confirmativas e perguntas para desabafar. "há ainda o mix de perguntas, que é uma pergunta que pode ter dois tipos ao mesmo tempo."

💥 a pergunta "como é que correu o dia?" é gigante e depois a resposta é curta: "bem" ou "fixe". podemos perguntar essa pergunta de outras maneiras? 

 

[café filosófico - para adultos e uma criança que acompanhava a mãe]

o poder da pergunta

💥 o que é uma pergunta filosófica? que perguntas nos interessam? que perguntas podem provocar o diálogo e a tensão? que perguntas trazem consenso? 

👉 no café filosófico tivemos a presença de uma criança que acompanhava a mãe.

👉 no final perguntei o que tinha gostado mais e menos naquele diálogo. a resposta: "gostei muito de formular a minha pergunta. mas também foi uma seca estar a pensar na pergunta." 

 

*

🧠 [entre outras coisas, nomeadamente a preparação da pessoa facilitadora e a sua disponibilidade para improvisar] a provocação de um diálogo filosófico passa pela selecção de bons trampolins para o espanto e para o pensamento. para preparar estas oficinas recorri a materiais Wonder Ponder, ao livro Não abras este livro, ao livro Duck! Rabbit!, a um jogo que criei há uns anos "O que é uma pergunta?" e ao baralho The Happy Gang #EuPensoEuEscolho.

🧠 claro que o trabalho da pessoa facilitadora não se faz sozinho e os contributos das pessoas participantes são fundamentais para orientar o nosso pensamento.

🧠 por vezes os recursos ficam na mochila, o que também suscita curiosidade por parte de quem participa: "joana, não vamos ver o que tinhas nessas cartas?" - às vezes nem são precisas cartas, basta seguir o fio do diálogo e abrir-se ao espanto, ao parar, pensar, escutar

 

📷 festival FOLIO 2022

subscreva a newsletter filocriatividade / apoie a filocriatividade

 

 

amanhã: era uma vez um campeonato de crueldade

joana rita sousa, 25.07.22

10.png

Era uma vez um campeonato de crueldade é a última das quatro oficinas de filosofia visual do mês de julho.

gostaria de poder contar CONSIGO (recordo que as oficinas são intergeracionais, para pessoas a partir dos 8 anos) e por isso vou oferecer a participação a quem se quiser juntar ao grupo. para o efeito só tem de me enviar o seu endereço de e-mail para receber o link zoom (escreva-me para joana @ filosofiaparacriancas ponto pt).

a oficina começa às 11h e termina pelas 12h30.

junta-se a nós? 

🏝 sugestões para as férias de verão

- vamos filosofar?

joana rita sousa, 27.06.22

alexis-brown-omeaHbEFlN4-unsplash.jpg

 

oficinas intergeracionais (a partir dos 8 anos): fazer uma pausa, olhar e pensar 

 

5 de julho, terça, das 15h às 16h30 - eu quero e posso fazer aquilo que quero.
12 de julho, terça, das 15h às 16h30 - uma sereia é uma sereia. será?
19 de julho, terça, das 15h às 16h30 - e se houver um robot mais inteligente do que tu?
26 de julho, terça, das 11h às 12h30 - era uma vez um campeonato de crueldade

 

as oficinas são moderadas por Joana Rita Sousa, filósofa, perguntóloga e mestre em filosofia para crianças, responsável pelo projecto filocriatividade (desde 2008).

as oficinas são INTERGERACIONAIS e foram pensadas para pessoas a partir dos 8 anos. podem participar crianças, jovens ou adultos. 

oficinas online e síncrona, via plataforma zoom. as oficinas são independentes entre si, poderá inscrever-se apenas numa. saiba mais AQUI.

 

 

 

#filocriSUMMERCAMP - para levar a filosofia consigo, na mala de viagem 

 

👉  e que tal aproveitar o verão para treinar pensamento crítico e criativo, de forma lúdica com propostas para dialogar em família?

👉 receba no seu e-mail um conjunto de actividades pensadas para serem trabalhadas em grupo: com os amigos ou com a família (a partir dos 4 anos).

 

saiba mais AQUI.

parar. olhar. pensar. criar.

- oficinas de filosofia visual para todas as idades (a partir dos 8 anos)

joana rita sousa, 22.06.22

1.png


🧩 as oficinas são  INTERGERACIONAIS. foram pensadas para pessoas a partir dos 8 anos. podem participar crianças, jovens ou adultos.  
💻 oficinas online e síncronas, via plataforma zoom. as sessões não são gravadas.

 

sobre as oficinas

vamos pensar a partir das propostas Wonder Ponder e também criar as nossas próprias propostas de filosofia visual.

💥 as pessoas participantes deverão ter por perto folhas de papel e lápis de cor ou canetas de feltro, bem como uma régua.
 
 
🗓 5 de julho, terça, das 15h às 16h30 - eu quero e posso fazer aquilo que quero.
🗓 26 de julho, terça, das 11h às 12h30 - era uma vez um campeonato de crueldade


⏳ duração da oficina: entre 1h a 1h30. 
as oficinas são independentes entre si, poderá inscrever-se apenas numa.
 
as oficinas são moderadas por Joana Rita Sousa, filósofa, perguntóloga e mestre em filosofia para crianças, responsável pelo projecto filocriatividade (desde 2008).
 
informações e inscrições AQUI.