Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

filocriatiVIDAde | filosofia e criatividade

oficinas de perguntas, para crianças / para pais e filhos | formação para professores e educadores (CCPFC) | #filocri | #filopenpal

filocriatiVIDAde | filosofia e criatividade

oficinas de perguntas, para crianças / para pais e filhos | formação para professores e educadores (CCPFC) | #filocri | #filopenpal

diálogos à volta da amizade

tumblr_p8u2mdkuxH1qhzqx6o1_500.jpg

 

durante a semana passada a filosofia bateu à porta de sete turmas do 1º ciclo, a propósito da "semana dos afectos".

a convite da Verbos Inúmeros, tive a oportunidade de filosofar sobre a amizade, com crianças dos 7 aos 10 anos. 

 

tumblr_p8xo5aIMNR1qhzqx6o1_500.jpg

parece fácil dizer quem é nosso amigo - mais fácil ainda é afirmar o "temos" em vez do "podemos" ser amigos de todos. parece que há aqui uma obrigação... ou será que aquilo que fazemos com os nossos amigos também se aplica aos desconhecidos? por exemplo, ajudar alguém a levantar-se, depois de cair?

 

tumblr_p8xoc9SKJA1qhzqx6o1_500.jpg

houve muitos aspectos interessantes nestes diálogos: o fazer uma pausa na amizade, podemos fazer de conta que somos inimigos e, na verdade, sermos amigos. podemos escolher os amigos e arranjar outros. 

 

tumblr_p8u4vkjm8Z1qhzqx6o1_500.jpg

a amizade é um dos temas que tomamos por adquirido: toda a gente sabe o que é. e explicar? e compreender o que pensamos e sentimos face aos nossos amigos?  e partilhar essas ideias com os outros? - foi talvez aquilo que mais agradou à pequenada, poder parar para pensar sobre a amizade. sem julgamentos pessoais, só a partilhar e a trabalhar sobre as nossas ideias.

 

até breve, pequenos filósofos!

 

 

 

"joana, tu tens vouchers das tuas oficinas?"

 

hum, como assim?

a pergunta foi colocada por uma mãe que gostaria de proporcionar à sua filha, e aos colegas da turma, uma oficina de filosofia. eu respondi: "não, mas posso vir a ter".

a mãe G. ficou muito contente pois há algum tempo que estava atenta às minhas oficinas de filosofia, para que a filhota pudesse participar. a ideia de ter a turma inteira a usufruir de uma oficina agradava-lhe e daí me ter lançado a pergunta.

 

e assim nasceram os vouchers #FiloCri que podem ser adquiridos por quem quiser oferecer uma oficina de filosofia a uma turma da escola ou do jardim de infância ou a um grupo de crianças que se pode juntar num espaço para filosofarmos. as possibilidades são imensas e, sim, faço domícilios e desloco-me pelo país. 

 

"joana, como posso adquirir um voucher?"

basta enviar um e-mail para info@joanarita.eu para podermos falar sobre o grupo, o local onde a oficina vai acontecer, as possibilidades de datas e as temáticas que podemos abordar.

 

tumblr_p1onj772U71qhzqx6o1_500.jpg

 

 

 

 

 

"quem está preso?"

Captura de ecrã 2018-04-23, às 17.17.44.png

hoje a provocação filosófica foi uma das imagens do jogo "whatever you want" - Wonder Ponder

este jogo apresenta boas propostas para pensar à volta das questões da liberdade - esta imagem, em particular, permite-nos aprofundar perguntas como "quem está dentro? e "quem está fora?"

imaginando que alguém está preso, nesta imagem, também nos faz pensar sobre as semelhanças entre uma prisão e, por exemplo, uma escola: há muros, há grades, há rotinas, há "guardas" - e liberdade, há?

no final da oficina, o D. partilhou que tinha gostado do exercício: "começámos a pensar numa coisa e depois fomos parar a outra. às vezes mete medo, porque de repente uma coisa transforma-se noutra"

 

foi a primeira vez que estive a  filosofar com este grupo de crianças do 2º ano, do 1º ciclo e surgiu a pergunta: "o que é a filosofia?"

no final da oficina, o M. arriscou uma resposta:

 

tumblr_p7n8zpt5sI1qhzqx6o1_500.jpg

 

"porquês" e "se eu fosse..."

Na sala dos 3/4 anos (Era uma vez) os nossos "trabalhos do pensar" levam-nos a investigar o que é "perguntar", o que é "responder" e o que é "dizer uma coisa". Descobrimos perguntas parecidas e algumas para as quais imaginámos uma resposta. E até houve quem mudasse de ideias: coisas de pequenos-grandes-filósofos! 
​N​a sala dos 4/5 anos (Castelo Encantado) o "Se eu fosse" transformou-se, agora, numa investigação pelas diferenças e semelhanças. É verdade, estamos à procura das razões para o "se eu fosse ..." e descobrimos que é possível querer muito ser um tubarão ou um morcego e apresentar a mesma razão para tal. Foi muito divertido e vamos continuar com este jogo, na próxima oficina de filosofia!

 

30726718_1790924324261140_8621079113555247104_n.jp

 

30738105_1790924190927820_2409185342604181504_n.jp

 

é sempre um gosto trabalhar com a rapaziada do jardim de infância. há espontaneidade, há aquele olhar genuíno de quem está a pensar numa coisa pela primeira vez.

tenho vindo a colaborar com a ACIJR, com oficinas mensais na sala dos 3/4 anos e dos 4/5 anos. com este trabalho de continuidade tem sido possível ver o pensamento destes pequenos-grandes-filósofos a "crescer", a amadurecer, a afinar questões lógicas e também a desafiar a lógica, com o recurso à imaginação.

 

 

na sala dos 3/4 anos os nossos "trabalhos do pensar" levam-nos a investigar o que é "perguntar", o que é "responder" e o que é "dizer uma coisa".

descobrimos perguntas parecidas e algumas para as quais imaginámos uma resposta.

e até houve quem mudasse de ideias: coisas de pequenos-grandes-filósofos!

 


​Nna sala dos 4/5 anos o livro "Se eu fosse" transformou-se, agora, numa investigação pelas diferenças e semelhanças.

é verdade, estamos à procura das razões para o "se eu fosse ..." e descobrimos que é possível querer muito ser um tubarão ou um morcego e apresentar a mesma razão para tal.

foi muito divertido e vamos continuar com este jogo, na próxima oficina de filosofia!

perguntas e respostas

tumblr_p715ysdRQs1qhzqx6o1_500.jpg

parece simples, mas é sempre um desafio, isto de me sentar no chão para filosofar com um grupo que não me conhece e que eu não conheço.

há regras para apresentar, há nomes para fixar, há palavras estranhas para "entranhar", como "filosofia". começamos com passos pequenos (e ao mesmo tempo de gigantes): exploramos o perguntar, a curiosidade, a resposta - e eis que, sem esperar, o diálogo acontece. o concordar, o não concordar. os "porquês". 

devagar, não temos pressa. 

 

[filosofia no jardim de infância]

na oficina do platão continuamos a filosofar sobre os grandes temas da humanidade

12  e 26 de Abril - às 18h, em Telheiras
 
Oficina do Platão 
 
> quinzenalmente, os pequenos-grandes filósofos sentam-se para perguntar e investigar o mundo que os rodeia. 
Centro Ser Mais, em Telheiras 
 
Facilitadora: Joana Rita Sousa | filocriatiVIDAde 
a partir dos 8 anos 
- inscrições e informações: geral@centrosermais.com  
 
 

27750526_1876052679132082_4610370305178411678_n.pn

 

 

vamos filosofar à volta da mentira? vamos!

7 de Abril - Porto - às 11h 
Livraria Bertrand Shopping Cidade do Porto 
 
 
21 de Abril - Lisboa  - às 11h
Livraria Bertrand Chiado 
 
Devemos dizer sempre a verdade?
 
 
> No mês em que se brinca ao dia das mentiras, vamos falar a sério sobre isso de não dizer a verdade. Ou será dizer a verdade de outra maneira? Uma forma de não magoar os outros? Todos dizemos que não se deve mentir, mas a verdade é que já dissemos... mentiras! 
 
para crianças entre os 6 e os 10 anos
informações: leitor@bertrand.pt 
 
 

19959254_10154895641091548_4433179424553357500_n.j

 

filosofia para pais e filhos? chama-se FILHOsofia

19959254_10154895641091548_4433179424553357500_n.j

 

A propósito do Dia do Pai, comemorado a 19 de março, vamos desafiar os pais e os filhos a pensar nas razões para gostarmos uns dos outros.

Gostar do pai é diferente de gostar da mãe ou de um amigo? Porquê?

E será que conseguimos mesmo dar razões para aquilo que sentimos?

 

> oficinas para pais e filhos (crianças entre os 6 e os 10 anos)

 

 

3 de março, 11h, na livraria bertrand do shopping cidade do porto

24 de março, 11h, na livraria bertrand do chiado

 

informações: leitor@bertrand.pt

da teoria à prática: filosofia (para crianças e jovens)

tumblr_p4ko49fCaN1qhzqx6o1_500.jpg

na semana passada participei numa acção de formação destinada a agentes educativos; pessoas que, dia após dia, estão com as nossas crianças e precisam de ferramentas e estratégias para as cativar e para não permitir que a sua curiosidade se extinga.

partilhei algumas das bases da filosofia para crianças, falei um pouco daquilo que motivou lipman a criar este programa. contei histórias que aconteceram comigo, nos ambientes mais diversos: em jardim de infância, com o projecto PhiloTKD, com as AEC, entre outros. são 10 anos de trabalho no terreno e há muitas histórias para ilustrar o trabalho.

 

28166450_10214078865857978_7340295178564306045_n.j

 

as coisas giras que os miúdos dizem 

numa actividade que é abstracta e que lida, sobretudo, com o pensamento, é importante ter recursos e instrumentos que nos permitam tornar palpável aquilo que se faz na aula (ou oficina). também por isso é comum divulgarmos o nosso trabalho partilhando algumas das perguntas e/ou observações "TCHARAN" que os miúdos fazem. chamo "TCHARAN" pois são, por norma, frases ou perguntas que nos fazem pensar duas vezes e/ou que têm relação directa com as nossas próprias ideias de filosofia. 

todavia, as frases "TCHARAN" não são, nunca, um objectivo no trabalho do facilitador de filosofia para crianças. podem fazer parte do processo, sim. não são o objectivo, o resultado que se pretende atingir. o resultado que se pretende atingir está no processo: praticar as competências do pensamento criativo, crítico, cuidativo e colaborativo. tornar o nosso pensamento forte, flexível, resistente, criativo, capaz de olhar as coisas de forma curiosa e de se interrogar com o mundo à sua volta.

sim, os miúdos dizem coisas giras. às vezes penso que tenho um mini descartes na sala. ou um pequeno platão. mas mais importanto do que isso é o caminho que percorremos, enquanto grupo que se junta para investigar, filosofar, questionar e pensar, brincando. 

 

 

tumblr_p4i050O9pQ1qhzqx6o1_500.jpg

 

ser facilitador não é fácil 

o trabalho do pensar é algo que fazemos, muitas vezes, sem consciência, no âmbito de uma oficina de filosofia para crianças, o facilitador tem que ter consciência do seu trabalho de pensar e tornar o dos outros consciente, aos próprios. somos uma espécie de maestros. estamos ali, perante uma orquestra de instrumentos diferentes a garantir que o diálogo ocorre de forma harmoniosa. e que acontece diálogo - e não uma simples conversa de café, em que dizemos o que achamos disto ou daquilo, ficamos felizes e pronto.

deve ser por isso que me cansa tanto, este trabalho. mas é um daqueles cansaços em bom, sabem? 

 

tumblr_p4jt6l6Cb11qhzqx6o1_500.jpg

 

por vezes (quase sempre!) penso que me divirto mais do que a criançada 

é verdade: apesar do cansaço, do tempo que invisto a criar novos desafios, da investigação necessária para poder estar no terreno - apesar de tudo, isto é muito divertido, para mim. tenho a oportunidade de trabalhar com crianças e jovens, educadores, professores e agentes educativos que partilham a sua experiência comigo. é gratificante.

e tão divertido. às vezes são pequenas coisas que nos fazem sentir que estamos no caminho certo e que a filosofia foi uma boa aposta na minha vida (pessoal e profissional).

divirto-me tanto. 

 

 

em março vou estar nas livrarias bertrand (chiado e shopping cidade do porto) com oficinas de FILHOsofia. apareçam por lá e venham filosofar com os vossos miúdos!

mais informações: leitor@bertrand.pt 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

@ creative mornings lx

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D