Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

filocriatividade | filosofia e criatividade

>> oficinas de filosofia, para crianças, jovens e adultos >> formação para professores e educadores (CCPFC) >> nas redes sociais: #filocri | #filopenpal | #FilosofiaAoVivo

filocriatividade | filosofia e criatividade

>> oficinas de filosofia, para crianças, jovens e adultos >> formação para professores e educadores (CCPFC) >> nas redes sociais: #filocri | #filopenpal | #FilosofiaAoVivo

world play day - dia mundial do brincar

jogar.jpg

brincar é um direito e está contemplado no artigo 31.º da Convenção sobre os Direitos da Criança das Nações Unidas. 

o jogo é um dos meus recursos preferidos nas oficinas de filosofia, com crianças e jovens. e muitas vezes são as crianças com quem trabalho que sugerem jogos, como o "verdade ou consequência da filosofia".  este foi. um jogo criado em conjunto com um grupo de alunos com o qual trabalhei há uns anos, em contexto de AEC (trabalho de continuidade).

 

“A aula é um jogo, um jogo em que os pensadores, professor e alunos, jogam numa comunicação que se não existir anula completamente o objetivo do próprio ensino." (Gabriela Castro) 

 

brincar permite aprender, interagir, criar, escolher, imaginar, pensar... e filosofar! 

 

no livro Um compromisso ético com a educação, o professor José Pacheco refere o lado do jogo e o exercício do brincar, como atitudes essenciais na relação entre o tutor e o aluno. essas atitudes enquadram-se no paradigma desejável na educação: um paradigma de comunicação, através do qual aprendemos na intersubjetividade, mediatizados pelo objeto de estudo e pelo mundo. 

 

queres saber? pergunta. (dissertação de mestrado - Joana Rita Sousa, Out. 2019)

 

 

World Creativity Day - dia mundial da criatividade

- sugestões #filocri

celebra-se hoje o dia mundial da criatividade e esta faz parte do meu projecto desde o 1.º momento, tendo sido nesta área que realizei a minha investigação no mestrado em filosofia para crianças. 

ao longo dos anos tenho lido bastante sobre o tema, para poder desenvolver-me enquanto profissional e acima de tudo enquanto pessoa. hoje, a criatividade já faz parte da minha vida e do meu dia-a-dia.

há autores que me acompanham diariamente e que são as minhas grandes referências na área da criatividade: Edward de Bono, Robert Fisher, Angélica Sátiro, Keri Smith, Tony Buzan - e outras pessoas que não têm publicações na área: as crianças e os jovens com quem tenho a oportunidade de trabalhar. as pessoas com quem dialogo e com quem trabalho, seja na área da filosofia, seja na área da comunicação e marketing.

 

2.png

 

a criatividade é uma prática diária e por vezes a ideia criativa surge quando nos desviamos do caminho planeado, criando atalhos. falo disso neste artigo motivos para ter um unicórnio em cima da mesa de trabalho.  

 

aqui no blog tenho partilhado algumas ideias que me vão surgindo a partir da leitura de livros infantis, das sugestões das crianças, daquilo que observo à minha volta.

 

a prática da criatividade tem esse efeito: o treino constante faz com que estejamos disponíveis para acolher inspiração a qualquer momento como por exemplo através de um limão muito torto e algo "desfigurado" que o vizinho me oferece.

 

e por aí? que hábitos já criou para cultivar a curiosidade? 

 

 

continuamos a pensar DENTRO da caixa e a desafiar a criatividade

Copy of Copy of 3.ª edição 14 e 16 de Julho 1inscrições abertas para a 3.ª edição das oficinas de criatividade:

pensar DENTRO da caixa - 14 e 16 de Julho 18h30-21h30 [online]

iniciativa: Bertrand Livreiros

 

(UPS! ESGOTADO!)

 

4.ª edição: 28 e 30 de Julho 18h30-21h30  [online]

inscrições abertas junto da Bertrand Livreiros 

formação: filosofia para crianças e jovens e criatividade

facebook-cover.png

 

- Palavras ao acaso - ferramentas para pensar 


02 de julho, quinta, 18h às 20h [online]
[para professores, educadores, bibliotecários e agentes educativos - 10€]

 

inscrições limitadas | solicite mais informações preenchendo este formulário.

 

 

 

comunicação na Universidade de Sevilha

81701495_3409767505760584_517729827604660224_o.jpg

 

"Una comunidad de investigación filosófica que hace preguntas es una comunidad que promueve la creatividad, valora la diversidad, donde se permiten preguntas inusuales, donde se pueden hacer nuevas asociaciones y conexiones, donde las ideas se pueden representar de manera diferente, ya sea en video, con imágenes o nuevas palabras, incluso."

 

- a convite do professor José Barrientos-Rastrojo tive a oportunidade de partilhar um pouco da minha prática e da minha investigação académica, na área da criatividade e filosofia para crianças, com alunos da área da educação de infância. 

 

 

 

 

a filosofia está de volta ao jardim de infância

 

 

[PT]
hoje estive no jardim de infância, para iniciar o projecto de filosofia para crianças, nas salas dos 3/4 anos e dos 4/5 anos. 

(3/4 anos)

começámos por nos conhecer e tentar explorar o ponto de interrogação. é um mistério, dizem alguns. e o que fazemos quando encontramos um mistério? o que é um mistério? 

(4/5 anos) 

recordámos algum do trabalho da filosofia, do ano passado. e demos uso à caixa da imaginação, que nos faz pensar coisas um pouco tontas!

 

tumblr_pg0xafG1RT1qhzqx6o1_500.jpg

 

 

[EN]
today I went to kindergarten to start the philosophy project for children with 3/4 years and 4/5 years.

(3/4 anos)
we started by getting to know each other and trying to explore the question mark (?) It's a mystery, someone said. and what do we do when we find a mystery? what is a mystery?
(4/5 anos) 
we remembered some of the philosophy work we did last year. and we gave use to the imagination box, which made us think a silly things!

diálogos à volta da amizade

tumblr_p8u2mdkuxH1qhzqx6o1_500.jpg

 

durante a semana passada a filosofia bateu à porta de sete turmas do 1º ciclo, a propósito da "semana dos afectos".

a convite da Verbos Inúmeros, tive a oportunidade de filosofar sobre a amizade, com crianças dos 7 aos 10 anos. 

 

tumblr_p8xo5aIMNR1qhzqx6o1_500.jpg

parece fácil dizer quem é nosso amigo - mais fácil ainda é afirmar o "temos" em vez do "podemos" ser amigos de todos. parece que há aqui uma obrigação... ou será que aquilo que fazemos com os nossos amigos também se aplica aos desconhecidos? por exemplo, ajudar alguém a levantar-se, depois de cair?

 

tumblr_p8xoc9SKJA1qhzqx6o1_500.jpg

houve muitos aspectos interessantes nestes diálogos: o fazer uma pausa na amizade, podemos fazer de conta que somos inimigos e, na verdade, sermos amigos. podemos escolher os amigos e arranjar outros. 

 

tumblr_p8u4vkjm8Z1qhzqx6o1_500.jpg

a amizade é um dos temas que tomamos por adquirido: toda a gente sabe o que é. e explicar? e compreender o que pensamos e sentimos face aos nossos amigos?  e partilhar essas ideias com os outros? - foi talvez aquilo que mais agradou à pequenada, poder parar para pensar sobre a amizade. sem julgamentos pessoais, só a partilhar e a trabalhar sobre as nossas ideias.

 

até breve, pequenos filósofos!

 

 

 

"mas essa pergunta já foi feita!"

"porque é que os animais existem?" (I.) - foi o mote para um diálogo com um grupo de crianças (5/6 anos)

a partir dali verificámos diferenças e semelhanças entre animais e humanos até que surgiu outra pergunta:

"porque é que as girafas existem?" - perguntou a S. 
o G. levantou o dedo, rapidamente:
"mas essa pergunta já foi feita!"
ai sim? então...?
"quando perguntamos porque é que os animais existem também estamos a perguntar pelas girafas. as girafas estão dentro dos animais!"

 

tumblr_p715ysdRQs1qhzqx6o1_500.jpg

 

 

 

filosofia no jardim de infância

da teoria à prática: filosofia (para crianças e jovens)

tumblr_p4ko49fCaN1qhzqx6o1_500.jpg

na semana passada participei numa acção de formação destinada a agentes educativos; pessoas que, dia após dia, estão com as nossas crianças e precisam de ferramentas e estratégias para as cativar e para não permitir que a sua curiosidade se extinga.

partilhei algumas das bases da filosofia para crianças, falei um pouco daquilo que motivou lipman a criar este programa. contei histórias que aconteceram comigo, nos ambientes mais diversos: em jardim de infância, com o projecto PhiloTKD, com as AEC, entre outros. são 10 anos de trabalho no terreno e há muitas histórias para ilustrar o trabalho.

 

28166450_10214078865857978_7340295178564306045_n.j

 

as coisas giras que os miúdos dizem 

numa actividade que é abstracta e que lida, sobretudo, com o pensamento, é importante ter recursos e instrumentos que nos permitam tornar palpável aquilo que se faz na aula (ou oficina). também por isso é comum divulgarmos o nosso trabalho partilhando algumas das perguntas e/ou observações "TCHARAN" que os miúdos fazem. chamo "TCHARAN" pois são, por norma, frases ou perguntas que nos fazem pensar duas vezes e/ou que têm relação directa com as nossas próprias ideias de filosofia. 

todavia, as frases "TCHARAN" não são, nunca, um objectivo no trabalho do facilitador de filosofia para crianças. podem fazer parte do processo, sim. não são o objectivo, o resultado que se pretende atingir. o resultado que se pretende atingir está no processo: praticar as competências do pensamento criativo, crítico, cuidativo e colaborativo. tornar o nosso pensamento forte, flexível, resistente, criativo, capaz de olhar as coisas de forma curiosa e de se interrogar com o mundo à sua volta.

sim, os miúdos dizem coisas giras. às vezes penso que tenho um mini descartes na sala. ou um pequeno platão. mas mais importanto do que isso é o caminho que percorremos, enquanto grupo que se junta para investigar, filosofar, questionar e pensar, brincando. 

 

 

tumblr_p4i050O9pQ1qhzqx6o1_500.jpg

 

ser facilitador não é fácil 

o trabalho do pensar é algo que fazemos, muitas vezes, sem consciência, no âmbito de uma oficina de filosofia para crianças, o facilitador tem que ter consciência do seu trabalho de pensar e tornar o dos outros consciente, aos próprios. somos uma espécie de maestros. estamos ali, perante uma orquestra de instrumentos diferentes a garantir que o diálogo ocorre de forma harmoniosa. e que acontece diálogo - e não uma simples conversa de café, em que dizemos o que achamos disto ou daquilo, ficamos felizes e pronto.

deve ser por isso que me cansa tanto, este trabalho. mas é um daqueles cansaços em bom, sabem? 

 

tumblr_p4jt6l6Cb11qhzqx6o1_500.jpg

 

por vezes (quase sempre!) penso que me divirto mais do que a criançada 

é verdade: apesar do cansaço, do tempo que invisto a criar novos desafios, da investigação necessária para poder estar no terreno - apesar de tudo, isto é muito divertido, para mim. tenho a oportunidade de trabalhar com crianças e jovens, educadores, professores e agentes educativos que partilham a sua experiência comigo. é gratificante.

e tão divertido. às vezes são pequenas coisas que nos fazem sentir que estamos no caminho certo e que a filosofia foi uma boa aposta na minha vida (pessoal e profissional).

divirto-me tanto. 

 

 

em março vou estar nas livrarias bertrand (chiado e shopping cidade do porto) com oficinas de FILHOsofia. apareçam por lá e venham filosofar com os vossos miúdos!

mais informações: leitor@bertrand.pt 

 

 

Mais sobre mim

O que faço?

Filosofia é coisa para miúdos

Fórum na Revista Dois Pontos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub