Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

filocriatividade | filosofia e criatividade

oficinas de filosofia e de criatividade, para crianças, jovens e adultos / formação para professores e educadores (CCPFC) / mediação da leitura e do diálogo / cafés filosóficos / #filocri

filocriatividade | filosofia e criatividade

oficinas de filosofia e de criatividade, para crianças, jovens e adultos / formação para professores e educadores (CCPFC) / mediação da leitura e do diálogo / cafés filosóficos / #filocri

filosofia e língua gestual portuguesa

joana rita sousa, 24.08.21

tinha um vizinho surdo e cresci com o desafio de comunicar com ele. era algo bastante natural: usar os gestos que ele ensinava, falar mais devagar (para que pudesse ler os lábios), escrever algo no papel, apontar… enfim, foram várias as tácticas que usámos e o facto de ele ser surdo e de eu ser ouvinte não foi um obstáculo à comunicação.

há uns anos decidi aprender língua gestual portuguesa (lgp). fiz dois níveis na Associação Portuguesa de Surdos, o que me permitiu conhecer a Susana, o João, o Tiago e a Sarah. a partir daí, nas minhas oficinas de filosofia comecei a acompanhar algumas palavras com os gestos. o que é curioso é que algumas pessoas reparam, pois estão sensibilizadas para a lgp e perguntam-me: “a Joana trabalha com crianças surdas?”

não trabalho com crianças surdas, ainda que já tenha tido oportunidade para o fazer. porém considero que é uma mais valia para as crianças aprenderem lgp. não sendo a minha intenção ensinar-lhes, introduzo alguns gestos de forma muito consciente, por exemplo, o gesto da palavra silêncio, ou do verbo ouvir, da palavra filosofia. em junho participei num evento da Imaginar do Gigante onde havia intérprete de lgp e fiquei muito contente, pois não é comum.

por vezes encontro escolas onde o alfabeto é apresentado na companhia do gesto em lgp, tal como propõe a metodologia EKUI.  permitir que as crianças sejam familiarizadas com a lgp desde cedo amplia a sua capacidade comunicativa e sensibiliza para a existência de crianças que não ouvem e que comunicam de outra forma.  

se aí por casa considera aprender uma língua nova fica a sugestão: aprenda lgp!

 

jo-hilton-ZLtsJXwQ2Fg-unsplash.jpg

9 comentários

Comentar post