Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

filocriatiVIDAde | filosofia e criatividade

oficinas de perguntas, para crianças / para pais e filhos | formação para professores e educadores (CCPFC) | #filocri | #filopenpal

filocriatiVIDAde | filosofia e criatividade

oficinas de perguntas, para crianças / para pais e filhos | formação para professores e educadores (CCPFC) | #filocri | #filopenpal

da filosofia para crianças

tumblr_njzqivVQC41qhzqx6o1_500.jpg

a filosofia para crianças está (ainda) longe de ser um assunto pacífico. a própria filosofia também está longe de ser um assunto pacífico - parece-me natural que o mesmo aconteça à filosofia para crianças.

as metodologias vão muitas vezes DE encontro àquilo que acontece em sala de aula e o choque acontece. os meninos são os primeiros a sentir quando lhes é pedido que descubram, inventem, procurem, investiguem respostas em vez de lhes mostrarmos qual é a resposta certa. 

os pais. os pais também estranham: mas afinal do que é que se fala nas aulas? às vezes de coisas como "o que é uma pessoa", "os bonecos têm vida". joga-se aos "se". faz-se teatro a partir de perguntas. brinca-se com perguntas que aparecem em forma de cartas do baralho. temos um caderno onde podemos escrever aquilo que queremos. e os conteúdos? e a avaliação? e os critérios de avaliação? e o que significa aquele "não satisfaz"'? e o que é aquele "muito bom"? dizer que a criança revela pouco sentido crítico significa dizer que não tem sentido crítico? qual é o peso da avaliação na forma de entendimento da aec por parte das crianças? 

os professores também estranham. 

os outros colegas da filosofia também estranham.

faz parte do processo. enquanto a filosofia para crianças não se constituir como uma disciplina curricular, com um programa definido, com regulamentação a nível da formação - o caminho será sempre menos fácil para quem está no terreno. 

 

ficam as palavras de quem saúda o facto de haver filosofia para crianças, nas escolas públicas - as vozes da discórdia terão sempre lugar e com essas temos que aprender a lidar, esclarecendo, exemplificando, abrindo as portas para que entrem, estranhem e entranhem.

 

há dias um pai queixava-se que o seu filho não gostava das aulas de filosofia. "é uma seca", diz ele. esta noção de que os meninos só podem fazer aquilo que gostam parece-me demasiado cor de rosa e não os prepara para uma realidade onde temos que fazer coisas de que gostamos e coisas das quais não gostamos. não posso prometer a este pai ou a outro qualquer que os seus filhos vão gostar, sempre, do princípio ao fim, das minhas aulas. posso comprometer-me com as metodologias e com a relação de confiança que cultivo nas aulas, e que lhes dá espaço para que eles possam dizer o que gostam, o que não gostam, o que aprendem e o que sentem - desde que saibam dizer "porquê". 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

@ creative mornings lx

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D