Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

filocriatividade | filosofia e criatividade

oficinas de filosofia e de criatividade, para crianças, jovens e adultos / formação para professores e educadores (CCPFC) / mediação da leitura e do diálogo / cafés filosóficos / #filocri

oficinas de filosofia e de criatividade, para crianças, jovens e adultos / formação para professores e educadores (CCPFC) / mediação da leitura e do diálogo / cafés filosóficos / #filocri

21 de Janeiro, 2022

"agora ficas aí a pensar na vida"

joana rita sousa

Copy of Copy of Copy of Copy of 4.º congresso.png

 

eis uma repreensão comum: a criança porta-se mal e não vai ao recreio, ficando na sala "a pensar no que fez" ou "a pensar na vida". 

hoje convido-o/a para pensar nesta frase - e note que não se trata de um castigo ou de uma repreensão, mas de um convite honesto para pensar sobre estas palavras. 

tenho dúvidas que quando a criança se porta bem haja a mesma atitude: "agora ficas aí a pensar na vida".

só temos de pensar na vida quando erramos ou fazemos algo que vai de encontro ao que esperam de nós?

pode o pensamento ser associado ao reconhecimento de uma atitude que valorizamos e que promovemos? 

podemos adoptar palavras como "agora vamos pensar sobre o jogo" ou "agora vamos pensar sobre o que lemos?" 

será que a associação do pensar a uma repreensão cria resistências por parte das crianças sempre que ouvem que vão fazer uma oficina de pensar (como as oficinas de filosofia)? 

 

e o/a leitor/a que está aí desse lado do écran: associa o pensar a um castigo ou a uma recompensa? partilhe o que pensa nos comentários ⤵️