Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

filocriatiVIDAde | filosofia e criatividade

oficinas de perguntas, para crianças / para pais e filhos | formação para professores e educadores (CCPFC) | #filocri | #filopenpal

filocriatiVIDAde | filosofia e criatividade

oficinas de perguntas, para crianças / para pais e filhos | formação para professores e educadores (CCPFC) | #filocri | #filopenpal

Noites de Poesia em Vermoim - 4 Nov de 2006

Árvores…

Depois de uma noite de temporal resolvi, manhãzinha cedo, ver a "minha rua"… não chovia, mas o céu continuava preto como breu anunciando que dentro em pouco S. Pedro abriria, de par em par, as torneiras do céu…
Pelo empedrado da rua a água, cantarolando, continuava a correr aqui e ali, ou empossava acolá, conforme a irregularidade ou a falta de paralelos.
Tive de saltar para a parte de dentro do passeio pois não estava interessado em ser chafurdado por um carro mais apressado, conduzido por um condutor sempre habituado a olhar – única e exclusivamente! - para o seu umbigo.
Cheguei ao Terreiro e as árvores frondosas, na semana passada ainda cheias de folhas, tinham começado a despirem-se a um ritmo alucinante, não só pela força do vento que as abanavam, mas também pelo peso da água que se acumulava nas folhas cor de outono e que as fazia caírem num chão já atapetado por folhas sem vida, regadas abundantemente pela chuvada recente e pelos repuxos da fonte cuja água, ao sabor da ventania, espargia tudo e todos.
Na relva verde, vivificada pela humidade, folhas dos mais variados tons desde amarelos a castanhos, já sem vida mas completamente molhadas, jaziam, inertes, naquele tapete…
Por todo o lado viam-se galhos arrancados às árvores pela força do vento, alguns deles, mais leves, faziam danças estranhas ou desenhavam caracteres esquisitos ora na folhagem que atapetava o chão, ora no tapete verde que no verão faz a alegria da pequenada.
Os bancos de pedra, outros dias cheios de gente que apanhava o fresco do dia, estavam agora vazios, escorrendo a água que fazia brilhar mais o granito…
As árvores, altivas, mostravam a força dos seus troncos molhados, com lascas arrancadas, mas de pé enfrentando o outono invernoso… Algumas mostravam, ainda, as folhas com que abrigam a passarada!
Amanhã, a vassoura conduzida pela mão hábil do jardineiro levará as folhas e os pequenos ramos arrancados às árvores para o depósito, deixando o jardim e o terreiro limpo.
As feridas causadas às árvores pelo vento e pela chuva cicatrizarão até à próxima Primavera, quando a mãe-natureza renovar o seu ciclo de vida…
José Gomes

"Noites de Poesia em Vermoim" é um espaço cultural dinamizado por Movimentum - Arte e Cultura no primeiro sábado de cada mês, no Salão Nobre da Junta de Freguesia de Vermoim (Maia), pelas 21h30m.A primeira parte da sessão é dedicada a um tema previamente escolhido. Na segunda parte o tema é livre. As sessões são intercaladas com música e canções interpretadas por cantores e músicos nossos convidados.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

@ creative mornings lx

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D