Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

filocriatividade | filosofia e criatividade

oficinas de filosofia e de criatividade, para crianças, jovens e adultos / formação para professores e educadores (CCPFC) / mediação da leitura e do diálogo / cafés filosóficos / #filocri

filocriatividade | filosofia e criatividade

oficinas de filosofia e de criatividade, para crianças, jovens e adultos / formação para professores e educadores (CCPFC) / mediação da leitura e do diálogo / cafés filosóficos / #filocri

🏝 sugestões para as férias de verão

- vamos filosofar?

joana rita sousa, 27.06.22

alexis-brown-omeaHbEFlN4-unsplash.jpg

 

oficinas intergeracionais (a partir dos 8 anos): fazer uma pausa, olhar e pensar 

 

5 de julho, terça, das 15h às 16h30 - eu quero e posso fazer aquilo que quero.
12 de julho, terça, das 15h às 16h30 - uma sereia é uma sereia. será?
19 de julho, terça, das 15h às 16h30 - e se houver um robot mais inteligente do que tu?
26 de julho, terça, das 11h às 12h30 - era uma vez um campeonato de crueldade

 

as oficinas são moderadas por Joana Rita Sousa, filósofa, perguntóloga e mestre em filosofia para crianças, responsável pelo projecto filocriatividade (desde 2008).

as oficinas são INTERGERACIONAIS e foram pensadas para pessoas a partir dos 8 anos. podem participar crianças, jovens ou adultos. 

oficinas online e síncrona, via plataforma zoom. as oficinas são independentes entre si, poderá inscrever-se apenas numa. saiba mais AQUI.

 

 

 

#filocriSUMMERCAMP - para levar a filosofia consigo, na mala de viagem 

 

👉  e que tal aproveitar o verão para treinar pensamento crítico e criativo, de forma lúdica com propostas para dialogar em família?

👉 receba no seu e-mail um conjunto de actividades pensadas para serem trabalhadas em grupo: com os amigos ou com a família (a partir dos 4 anos).

 

saiba mais AQUI.

cafés filosóficos online

joana rita sousa, 24.06.22

Copy of oficinas_STP (1).png

🔙 desde agosto de 2020 que dinamizo cafés filosóficos [online] em parceria com a Bertrand Livreiros. desde então, se não me falham as contas, já aconteceram 40 edições.

📌 os temas e as propostas para pensar são diferentes. há pessoas que se tornaram "freguesas habituais", outras experimentam uma vez e não voltam. há quem apareça pelo tema ou pela pergunta. há quem simplesmente apareça pelo prazer e desafio do diálogo.

👉 de assinalar a disponibilidade para pensar, escutar e dialogar com um écran cheio de "desconhecidos" com quem se partilha a curiosidade intelectual.

💻 o formato online tem aproximado geografias pelo país fora (continente e ilhas), bem como pessoas que estão fora de Portugal e que querem praticar o parar para pensar.

🥂 hei-de fazer melhor as contas, mas "assim de repente", 40 cafés filosóficos online parece-me motivo para comemorar!

parar. olhar. pensar. criar.

- oficinas de filosofia visual para todas as idades (a partir dos 8 anos)

joana rita sousa, 22.06.22

1.png


🧩 as oficinas são  INTERGERACIONAIS. foram pensadas para pessoas a partir dos 8 anos. podem participar crianças, jovens ou adultos.  
💻 oficinas online e síncronas, via plataforma zoom. as sessões não são gravadas.

 

sobre as oficinas

vamos pensar a partir das propostas Wonder Ponder e também criar as nossas próprias propostas de filosofia visual.

💥 as pessoas participantes deverão ter por perto folhas de papel e lápis de cor ou canetas de feltro, bem como uma régua.
 
 
🗓 5 de julho, terça, das 15h às 16h30 - eu quero e posso fazer aquilo que quero.
🗓 26 de julho, terça, das 11h às 12h30 - era uma vez um campeonato de crueldade


⏳ duração da oficina: entre 1h a 1h30. 
as oficinas são independentes entre si, poderá inscrever-se apenas numa.
 
as oficinas são moderadas por Joana Rita Sousa, filósofa, perguntóloga e mestre em filosofia para crianças, responsável pelo projecto filocriatividade (desde 2008).
 
informações e inscrições AQUI.

#LERePENSARcom

A Segunda Vida de Olive Kitteridge de Elizabeth Strout

joana rita sousa, 21.06.22

lerepensarcom (2).png

sugestão da Lídia Tavares Dias, copy e content writer (Odivelas, Portugal)

 

o livro:

A Segunda Vida de Olive Kitteridge de Elizabeth Strout

(Alfaguara - recomendado pelo Plano Nacional da Leitura)

 

a citação:

“- Tem medo de morrer, mesmo com a sua idade? Olive assentiu. - Credo, houve dias em que preferia ter morrido. Mas continuo com medo de morrer. - Depois, disse - Sabes uma coisa, Cindy? Se estiveres mesmo a morrer, se morreres… a verdade é que nós estamos todos só uns passos atrás de ti. Uns vinte minutos atrás de ti e a verdade é essa.”

 

a reflexão:

A segunda vida de Olive Kitteridge é a continuação da história de Olive Kitteridge, que Elizabeth Strout nos apresentou num livro homónimo. Escolhi este excerto, parte de um diálogo entre Olive (77 anos) e Cindy (doente com cancro). Fala-se sobre fragilidades, sobre a doença, sobre envelhecer, sobre as expectativas e a realidade. Todo o livro é uma brilhante ode à vida (e à morte), mas arrisco dizer que estas poucas linhas traduzem aquilo que é a mais elementar condição do ser humano: o medo da morte. (Lídia Tavares Dias)

 

a pergunta: 

o que significa envelhecer?

 

*

#LERePENSARcom é uma rubrica #filocri que pretende divulgar leituras, leitores, reflexões e perguntas. pretende-se também ampliar o entendimento de leitura: podemos ler e pensar com livros (literatura,  filosofia, ciência, álbuns ilustrados...), com documentários, com imagens ou com jogos e até com séries. procura-se aquilo que nos faz pensar, pratica-se o voltar a pensar e termina-se (se bem que o fim é um começo) com uma pergunta. 

gostaria de participar nesta rubrica? basta preencher este formulário

10 livros para trabalhar nas oficinas de filosofia

sugestões de livros filosoficamente provocadores

joana rita sousa, 20.06.22

 

PH0lwEAz.jpg

 

se trabalha na área da filosofia para crianças ou filosofia com crianças (e jovens!) e procura inspiração em livros, este artigo é para si. 

se procura um livro para as crianças e os jovens aí de casa, talvez encontre aqui algumas sugestões que possam ir ao encontro dos seus interesses.

 

já escrevi sobre o assunto aqui no blog (em agosto 2020) e hoje retomo o tema pois há muitos e bons livros que são excelentes trampolins para o diálogo. 

 

 

¿Hay alguien ahí?, de Ellen Duthie e Studio Patten (Wonder Ponder) 

¿Hay alguien ahí? convoca-nos a pensar na humanidade. já parámos para pensar na humanidade? o que faz de nós humanos? o que será que outros seres podem pensar sobre nós? de que forma é que um conjunto de perguntas, um guião de perguntas muito perguntadeiras pode dizer TANTO sobre a humanidade? 

 

Não abras este livro, de Andy Lee e Heath McKenzie (Jacarandá, recomendado pelo PNL2027)

- este livro - e os outros que se lhe seguem - é um excelente trampolim para pensar sobre as regras, sobre o que devemos ou não fazer. acima de tudo é um livro muito divertido e que consegue captar a atenção da criançada. abrimos o livro? viramos a página? 

 

A Grande Fábrica das Palavras, de Agnès de  Lestrade e Valeria Docampo (Paleta de Letras, recomendado pelo PNL2027)

- sou muito fã deste livro, da proposta de pensamento e das ilustrações. foi um dos livros escolhidos para um projecto em parceria com uma biblioteca escolar e a turma que o trabalhou (2.º ciclo)  ficou rendida à história.

 

Gosto, logo existo, de Isabel Meira e Bernardo P. Carvalho (Planeta Tangerina, recomendado pelo PNL2027)

- este livro acompanhou-me no passado ano lectivo em vários encontros com alunos do ensino secundário e também nalgumas oficinas de pensamento crítico destinadas a pessoas adultas. 

 

Os Três Bandidos, de Romu Ungerer (kalandraka, recomendado pelo PNL2027)

- excelente provocação para pensar as boas e as más acções. podem os bandidos ter bom coração? sim ou não? um excelente livro para ler em família.

 

Petit, o Monstro, de Isol (Orfeu Mini)

- na sequência d'Os Três Bandidos, o Petit é um bom trampolim para pensar quando é que cada um de nós é uma boa ou má pessoa. podemos ser as duas coisas? o que nos faz ser bons ou maus?

 

Agora não, Tiago, de David McKee (Kalandraka)

- um livro clássico na área da filosofia para / com crianças e que conheci numa das formações que fiz. já me levou a partilhar uma reflexão aqui no blog, chegou a ler

 

Uma cova é para escavar, de Ruth Krauss e Maurice Sendak (Kalandraka)

- conheci este livro numa formação com a Ellen Duthie e fiquei rendida à simplicidade e à proposta. vejo ligações com o Para que serve? e Uma mesa é uma mesa. Será?, bem como com o Isto não é, ou com o livro que se segue aqui nas recomendações.

 

O Dicionário do Menino Andersen, de Gonçalo M. Tavares e Madalena Matoso (Planeta Tangerina)

- este livro tem sido uma excelente provocação para pensar as palavras e os sentidos que lhes damos, os seus significados. cá em casa faz companhia ao dictionary of the untranslable.

 

Where the wild things are, de Maurice Sendak (Red Fox)

- mais um clássico para quem trabalha livros ilustrados nas oficinas de filosofia para / com crianças e jovens. um livro provocador e que estica a nossa imaginação enquanto acompanhamos a aventura do Max. 

 

*

se é educador/a ou professor/a e gostaria de saber mais sobre o desenvolvimento de oficinas de filosofia a partir de livros, contacte-me para agendar uma mentoria

 

este artigo foi útil para si? partilhe com quem possa ter interesse em livros e nas oficinas de filosofia. também pode ajudar-me a continuar a criar conteúdos relevantes, pagando-me um café através da plataforma buy me a coffee. obrigada por acompanhar a filocriatividade!

(a)riscar-se na filosofia, (a)colhendo infâncias

um livro e uma homenagem a Gabriela Castro

joana rita sousa, 15.06.22

unnamed.png

 

no dia 17 de junho há festa na Escola Básica e Secundária Armando Côrtes-Rodrigues, em Vila Franca do Campo - São Miguel, Açores. o mestrado da UAc homenageia a Prof.ª Doutora Gabriela Castro, pioneira da filosofia para / com crianças nos Açores e uma referência incontornável na história da filosofia para / com crianças em Portugal.

durante o meu percurso de investigação e de prática nesta área teve vários encontros com a Gabriela Castro, bem como com Magda Costa Carvalho e Berta Miúdo Pimentel que, em conjunto, criaram um projecto de seu nome CRIA, no arquipélago dos Açores. 

o encontro mais feliz de todos foi no mestrado da Universidade dos Açores onde tive o privilégio de ter a sua companhia na orientação da dissertação de mestrado. foi uma dissertação feliz, pois contei com a orientação de Gabriela Castro e de Celeste Machado.

com o apoio de ambas tive oportunidade de defender aquela que é a primeira dissertação do mestrado em Filosofia para Crianças da Universidade dos Açores.

sem a ajuda da Professora Gabriela Castro sei que não teria conseguido fazer parte deste momento histórico da filosofia para / com crianças em Portugal. pensei em desistir e a sua persistência, humor e dedicação foram fulcrais para manter o foco e levar o projecto até ao fim.

quando se homenageia alguém que é importante para nós, parece quase inevitável falar de nós e da forma como a pessoa homenageada teve influência na nossa vida. perdoem-me, pois, por voltar a mim, várias vezes, neste texto. 

estou muito contente com esta homenagem e por poder fazer parte de um pedacinho do percurso do mestrado em Filosofia para Crianças da Universidade dos Açores que não existiria sem a postura visionária de Gabriela Castro. 

 

a Professora Gabriela Castro é um pilar de rigor e de criatividade, de atenção à estética e à ética - e tem um sentido de humor que é qualquer coisa.

 

 

#LERePENSARcom

O banquete de Patrícia Portela

joana rita sousa, 15.06.22

lerepensarcom (3).png

sugestão da Teresa Laranjeiro (Vimieiro, Arraiolos, Portugal)

 

o livro:

O Banquete de Patrícia Portela 

(editorial Caminho)

 

a citação:

"Numa reunião de pássaros, abelhas, aranhas e ventos para discutirá co dicao do Homem, diz a Cegonha Mais Velha do Planeta: "Esta frágil criatura, sem asas, sem penas, sem barbatanas e sem pêlo suficiente para se aquecer tem conseguido sobreviver aos maiores tormentos, ultrapassando todas as adversidades ao longo da passagem dos tempos. A sua coragem é louvável mas as técnicas de autodefesa adotadas são de tal modo agressivas que podem hoje em dia, e em favor da exclusividade da sua imortalidade, causar a extinção de qualquer outra espécie "

 

a reflexão:

Este trecho do discurso da Cegonha Mais Velha do Planeta resume bem o que me parece que a espécie humana está a fazer ao nosso planeta. Impressiona-me muito a forma generalizada de se achar que tudo o que existe na natureza só faz sentido se tiver alguma utilidade para os seres humanos. (Tânia Laranjeiro)

 

a pergunta: 

o que pode cada um de nós fazer para mudar isto?

 

*

#LERePENSARcom é uma rubrica #filocri que pretende divulgar leituras, leitores, reflexões e perguntas. pretende-se também ampliar o entendimento de leitura: podemos ler e pensar com livros (literatura,  filosofia, ciência, álbuns ilustrados...), com documentários, com imagens ou com jogos e até com séries. procura-se aquilo que nos faz pensar, pratica-se o voltar a pensar e termina-se (se bem que o fim é um começo) com uma pergunta. 

gostaria de participar nesta rubrica? basta preencher este formulário

Stranger Things & Philosophy

joana rita sousa, 13.06.22

& philosophy.png

 

(EN) 🇬🇧 We would like to discuss with teenagers (aged 15 to 17) on several philosophical topics we can find in the Netflix series "Stranger Things 4". This online workshop is a collaboration between the PhiloPop project of Club de filosofie cu copiii and filocriatividade - Joana Rita Sousa (Lisbon, Portugal).
We will start our discussion departing from the fourth season of the show, that has recently been released on Netflix.
Participation to our workshops is free, but limited to a maximum of 15 people per workshop.
The meeting will take place on Zoom on June 27, at 6 p.m. (EET Time)/ 4 p.m. (Portuguese time)
 
(RO) 🇷🇴 Am dori să discutăm cu adolescenți (cu vârste între 15 și 17 ani) pe mai multe subiecte filozofice pe care le găsim în serialul Netflix „Stranger Things 4”. Acest workshop online este o colaborare între proiectul PhiloPop al Club de filosofie cu copii (https://www.facebook.com/club.philo.kids/) și proiectul filocriatividade al Joana Rita Sousa (Lisabona, Portugalia).
Vom începe discuția noastră pornind de la cel de-al patrulea sezon al serialului, care a fost lansat recent pe Netflix.
Participarea la atelierele noastre este gratuită, dar limitată la maximum 15 persoane. Întâlnirea va fi organizată pe Zoom la ora 6 (ora României)
 
(PT) 🇵🇹 Gostaríamos de dialogar com jovens (entre os 15 e os 17 anos) vários temas filosóficos que podemos encontrar na série da Netflix "Stranger Things 4". Este workshop online é uma colaboração entre o projeto PhiloPop do Club de filosofie cu copiii (https://www.facebook.com/club.philo.kids/) e o projeto filocriatividade de Joana Rita Sousa (Lisboa, Portugal).
O ponto de partida para o diálogo é a quarta temporada da série, que foi lançada recentemente na Netflix.
A participação nestas oficinas é gratuita, mas limitada a um máximo de 15 pessoas. O encontro acontecerá no Zoom no dia 27 de junho, às 16h (hora de Lisboa, Portugal). 

 

 

inscrições e informações AQUI.

Pág. 1/2