Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

filocriatividade | filosofia e criatividade

oficinas de filosofia e de criatividade, para crianças, jovens e adultos / formação para professores e educadores (CCPFC) / mediação da leitura e do diálogo / cafés filosóficos / #filocri

filocriatividade | filosofia e criatividade

oficinas de filosofia e de criatividade, para crianças, jovens e adultos / formação para professores e educadores (CCPFC) / mediação da leitura e do diálogo / cafés filosóficos / #filocri

5 episódios de podcasts #filocriRECOMENDA

joana rita sousa, 26.12.21

c-d-x-PDX_a_82obo-unsplash.jpg

 

a beleza das pequenas coisas, com António Damásio

muito rica a conversa entre Bernardo Mendonça e António Damásio, fala-se da pandemia, de emoções, do cérebro, de filosofia e de literatura. disponível no spotify.

 

um livro aos bocadinhos 

o LUCA - Teatro Luís de Camões publicou a leitura d'O Principezinho no spotify. que delícia! para ouvir em família ou na escola. 

 

um tema difícil: a morte

o joão do podcast "o ar é de todos" entrevistou a Ana Catarina Infante, uma doula do fim da vida. um tema difícil, porém necessário. acompanha bem com o livro "o que você vai ser quando morrer?".

 

sobre o fim da ciência

a Joana Marques e o Vitor Cardoso reflectem sobre o fim da ciência. mais um episódio pertinente do podcast [IN]pertinente. 

 

o lugar da mulher é na filosofia

um episódio perdidos na paralaxe que fala sobre o papel das mulheres na filosofia. depois deste episódio pode ouvir alguns episódios desta playlist.

 

 

ler com imagens ou ler com palavras?

- filosofia no jardim de infância.

joana rita sousa, 22.12.21

Screenshot 2021-12-22 at 20.17.58.png

a sala do 🎈 balão mágico continua a investigar os livros do andy lee (sim, aqueles onde o monstrinho azul nos pede para não abrir o livro, para não virar a página...). hoje investigamos como é ler as imagens e ler as palavras dos livros. faz diferença? descobrimos mais coisas? imaginamos mais ou menos coisas? 

(e o nosso amigo monstrinho azul que só arranja sarilhos em cada um dos livros? o que será que vai acontecer-lhe no próximo livro se continuarmos a virar as páginas?)

pelo meio procuramos trabalhar com os "porquês", apresentar as nossas razões. pelo meio surge a agitação típica dos dias que já cheiram a natal 🎄 - e tudo isso faz parte do nosso tempo de pensar na filosofia! 

 

na sala da 🌸 amizade continuamos a pensar a... amizade. "como explicamos a um extra-terrestre o que é a amizade?" 

"mas os extra-terrestres não existem!" 🙆‍♀️ disse a M! e será que podemos imaginar por um bocadinho que eles existem? entre muitos "e se", conversámos sobre as melhores maneiras para fazer amigos. como fazer com que alguém seja meu amigo? "podes perguntar se ela quer ser tua amiga, ela pode responder sim ou não". 

no final houve ainda tempo para ler a história amizade sobre rodas, da paula teixeira e da rita correia, um livro que inclui algumas palavras em língua gestual portuguesa. 

 

uma nota: língua gestual portuguesa no jardim de infância

quando chego à sala digo bom dia em língua portuguesa e em língua gestual portuguesa (LGP). uso também o "está tudo bem?" e vou introduzindo alguns gestos espontaneamente. acontece que a educadora de uma das salas aprendeu e ensinou algumas palavras em LGP às crianças e aproveitámos para recordar o que tinham aprendido.

hoje aprendemos ainda a dizer filosofia, bom natal e também o meu nome gestual, "franjinhas". 

no canal do Tiago é possível aprender alguns gestos sobre a temática do natal. vamos aprender? 

 

 

 

 

mapas mentais para crianças

- a partir de Tony Buzan

joana rita sousa, 22.12.21

1.png

 

os mapas mentais  (mind maps, criados por Tony Buzan) são uma excelente prática para miúdos e graúdos. 

aponto apenas quatro motivos para que adopte os mapas mentais na sua prática de sala de aula ou aí em casa, em família:

🗺 os mapas mentais permitem a expressão da criatividade, pelo uso das cores e dos símbolos ou desenhos em vez das palavras;

🗺  a criação do mapa mental em família permite criar momentos para diálogo em torno das escolhas que fazemos para completar o nosso mapa;

🗺  os mapas mentais permitem explorar sentidos e significados das coisas de todos os dias; ao solicitar que se traduzam palavras ou expressões por desenhos, damos por nós a pensar no que é que a palavra significa e a traduzir isso para um elemento visual;

🗺  quando construídos em grupo, os mapas mentais reforçam a prática do pensamento colaborativo.

 

sugestão: use folhas A3 ou mesmo rolos de papel cenário e canetas ou lápis de várias cores. utilize os mapas mentais para planear as compras, para contar como foi o dia ou para contar uma história. os mapas mentais são uma óptima ferramenta de estudo, sendo muito úteis para ajudar a sintetizar ou resumir. 

 

recomendação de leitura: A criança inteligente, de Tony Buzan 

concurso de relatos: um dia no ano 2984

joana rita sousa, 21.12.21

 

259847144_1792559610939962_8855748896415689588_n.p

 

a fantástica equipa Wonder Ponder desafia-nos a pensar como será um dia no ano 2984.

este concurso (sim, um concurso!) destina-se a pessoas de várias idades.

 

há três categorias de participação: 

A- categoría infantil: até aos 12 anos (inclusivé);

B- categoría juvenil: dos 13 aos 18 anos (inclusivé);

C- categoria adulto: maiores de 18 anos.

cada participante pode apresentar no máximo três relatos. 

 

o tema das obras apresentadas a concurso erá "um dia no ano 2984". não é necessário que este seja o título da obra, mas poderá ser. as obras devem ser originais e inéditas (em qualquer formato, incluindo o digital). podem ser escritas em espanhol ou em inglês. no caso de pretender participar com relatos escritos noutros idiomas deverá apresentar-se uma tradução do relato em espanhol ou em inglês.

a extensão das obras terá como máximo as 4 páginas A4. os originais devem ser dactilografados apenas numa das faces da folha A4, com margens de 2,5cm, 1,5 de espaço, o tipo de letra será aria, tamanho 12.  estas normas não se aplicam aos relatos infantis, nos quais se aceitaram os originais manuscritos, com letra legível, a caneta e que neste caso podem ter até 6 páginas (A4). 

 

os relatos podem ser enviados pelos correios para Wonder Ponder C/ San Pedro 20 (Librería La Sombra) C.P. 28014 Madrid - ESPANHA - ou através de e-mail para info@ wonderponderonline.com (no assunto deve escrever CONCURSO WONDER PONDER DE RELATOS “UN DÍA DE 2984”. o arquivo deverá seguir em anexo, preferencialmente em pdf. é importante indicar a categoria à qual concorre. no final do documento. com o relato ou num documento à parte deverá indicar o nome do autor ou da autora, a idade, a morada e o telefone da pessoa responsável. 

os relatos vencedores em cada categoria serão incluídos numa publicação digital editada pela Wonder Ponder que os vencedores e as vencedoras irão receber em formato impresso.  

a data limite para participação é o dia 31 de janeiro de 2022. 

para saber mais sobre este provocador concurso que convida a pensar o futuro, visite o website Wonder Ponder e inspire-se neste caderno de actividades que está disponível gratuitamente. 

 

a divulgação do concurso bem como as suas regras estão disponíveis no site Wonder Ponder, em espanhol. se precisar de ajuda com a tradução, pf contacte-me. 

[mais #livrosperguntadores]

joana rita sousa, 21.12.21

 

 

🤓 ainda a propósito do #diamundialdafilosofia e da partilha de #livrosperguntadores com a equipa do PNL2027, aqui ficam outras sugestões que não fizeram parte da live do dia 23 de novembro, com a Júlia Martins.
 
 
📌 duas das sugestões não são livros: são baralhos e recursos que "arrumo" na categoria dos #livrosperguntadores por serem tão bons trampolins de perguntas.
 
 
📚 Ignorance - How it drives science, Stuart Firestein / Oxford University Press
 
📚 Um dia na vida de Marlon Bundo, Marlon Bundo, Jill Twiss, Eg Keller / Cultura Editora
 
📚 Portuguesas com M Grande, Lúcia Vicente e Cátia Vidinhas / Nuvem de Tinta 
 
📚 baralhos unhu: para parar, jogar, pensar e arriscar respostas
 
📚 ekui.pt, um recurso que pergunta e dá resposta às questões da #educacaoinclusiva
 
📚 Fim? Isto não acaba assim, Noemi Volta / Planeta Tangerina
 
📚 Vazio, Catarina Sobral / Pato Lógico
 
dida, Inês Fonseca Santos e Marta Madureira / Arranha Céus
 
📚 A bola vermelha, Vanina Starkoff / Orfeu Negro 
 
📚 O pedaço que falta, Shel Silverstein / Bertrand Editora
 
📚 A árvore generosa, Shel Silverstein / Bruaa
 
📚 Et Pourquoi ?, Michel Van Zeveren / Ecole des Loisirs
 
📚 Discórdia, Nani Brunini / Pato Lógico
 
📚 Máquina, Jaime Ferraz / Pato Lógico
 
 

 

 
 
lembre-se que não tem de comprar livros para ter acesso aos mesmos: visite a biblioteca municipal e/ou incentive os seus filhos a visitar a biblioteca escolar. boas leituras e boas perguntas!
 
 

 

 

 

da racionalidade

joana rita sousa, 20.12.21
Assim, como entender esta coisa chamada racionalidade que parece ser o nosso direito inato, mas que é ignorada de forma tão frequente e flagrante? O ponto de partida é perceber que a racionalidade não é um poder que um agente tenha ou não tenha, como a visão de raios x do Super-Homem. É um conjunto de ferramentas cognitivas que pode alcançar objetivos particulares em mundos particulares. Para compreender o que é a racionalidade, porque parece rara e porque importa, temos de começar com as verdades básicas da própria racionalidade: as formas como um agente inteligente deve racionar, tendo em conta os seus objetivos no mundo onde vive. Estes modelos “normativos” decorrem da lógica, da filosofia, da matemática e da inteligência artificial, e constituem a nossa melhor compreensão da solução “correta” para um problema e de como encontrá-la. Servem de inspiração para quem quer ser racional, o que deveria significar toda a gente.
 
Steven Pinker (racionalidade, o que é, porque parece rara e porque importa, p. 21)
 

Screenshot 2021-12-20 at 14.34.11.png

"fizemos errado" - e agora?

oficinas #filocri no jardim de infância

joana rita sousa, 15.12.21

267865197_6615165948554041_2462425209833646051_n.j

[visita ao jardim de infância]

a sala do balão 🎈 mágico continua a querer "fazer errado" e pronto... lá abrimos mais um daqueles livros do monstrinho azul que está sempre a pedir para não abrir o livro ou para não virar a página. 

na sala da 😍 amizade estivemos a experimentar um jogo sobre... a amizade. confesso, inventei o melhor jogo que consegui, porém as crianças querem ajudar a fazer um jogo melhor. assim, já temos tarefa para o próximo encontro. 

FGqNEFaXsAQIJVV.jpg

 

se pretende que as oficinas #filocri viajem até à sua escola ou biblioteca escolar,

contacte-me através deste formulário

 

 

pensar a filosofia na literacia do oceano - Carla Gomes

- edições e lançamentos NEFI - UERJ

joana rita sousa, 14.12.21

267410701_963293724395066_235112460493521836_n.jpg

 

no dia 17 de dezembro há lançamento de 4 obras publicados pelo NEFI - UERJ. uma dessas obras é da Carla Gomes, que tem um projecto incrível no qual liga a filosofia, a infância e os oceanos. 

conheci a Carla há muuuuuitoooos anos, numa das primeiras formações que ministrei na área da filosofia e da criatividade, no Faial. a convite da Rosa Dart rumei até  à Ecoteca do Faial, no Castelo de São Sebastião para dar formação e dinamizar oficinas de filosofia com crianças.  reencontrámo-nos a propósito do mestrado na universidade dos açores e através das redes sociais fomos acompanhando o trabalho uma da outra. 

é com muito gosto que partilho que a Carla Gomes vai editar a sua dissertação de mestrado em livro e o lançamento é já na próxima sexta-feira. o formato é online (via youtube). 

como a equipa do NEFI é muito generosa, nesse mesmo dia há mais lançamentos e ainda a abertura do XI Colóquio de Filosofia e Educação. 

 

a editora NEFI - UERJ é responsável pela divulgação de inúmeros trabalhos em torno da filosofia e da infância. vale a pena espreitar o website pois as obras estão disponíveis gratuitamente. 

perguntar e arriscar respostas - a partir do natal

joana rita sousa, 12.12.21

exercicios_posts.png

#pararparapensar o natal a partir de uma peça de b0rdalo ii

 

🎄 o natal proporciona boas oportunidades para perguntar e arriscar respostas.

🎄 a partir desta provocadora peça de Bordalo II (partilhada pelo próprio na sua página de facebook, no dia 24 de dezembro de 2016), vamos perguntar.

🎄 prepare uma folha e uma caneta ou em alternativa abra um document word no seu computador.

🎄 atente à imagem. olhe para os seus pormenores. sem pressa.

🎄 na folha ou document word escreva no mínimo 10 perguntas a partir da observação que fez da imagem.

🎄 escolha uma das perguntas que registou e arrisque uma resposta.

🎄 poderá ter necessidade de investigar alguma coisa para responder. poderá responder "não sei".

🎄 o exercício pode ser feito individualmente ou em grupo, com os seus filhos ou com os seus alunos. parece-me uma excelente provocação para pensar o natal, a sustentabilidade e a responsabilidade individual e social.

 

🎄 esta imagem fez parte das oficinas "a cidade e a arte" que dinamizei no #festivaldefilosofiadeabrantes (nov. 2021) e o exercício proposto fez parte do #clubedeperguntas, bem como de um dos #cafefilosoficofilocri sobre a arte.

 

Riyadh Philosophy Conference

joana rita sousa, 09.12.21

 

tomei conhecimento através da página Chaire UNESCO "Pratiques de la philosophie avec les enfants" que aconteceu nos últimos dias a Riyadh Philosophy Conference.

uma das pessoas envolvidas na conferência é a Dalia Toonsi com quem tive a oportunidade de conversar aqui no blog em Fevereiro 2019.

Dalia Toonsi faz parte do projecto Baseera que pode acompanhar através do instagram ou do twitter. 

 

 

📷 Edwige Chirouter (twitter e facebook) 

 

Pág. 1/2