Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

filocriatividade | filosofia e criatividade

oficinas de perguntas, para crianças / para pais e filhos | formação para professores e educadores (CCPFC) | #filocri | #filopenpal | #FilosofiaAoVivo

filocriatividade | filosofia e criatividade

oficinas de perguntas, para crianças / para pais e filhos | formação para professores e educadores (CCPFC) | #filocri | #filopenpal | #FilosofiaAoVivo

Viktor Johansson - em videoconferência

IFLINOVA, FCSH NOVA, UNL

This talk is part of the FCT project "P4C-AIM Philosophy for Children and the Dawn of Moral Intuition: Values and Reasons in Rationality and Reasonability" at IFILNOVA, FCSH NOVA, UNL

Time:
*Tuesday 20.04.2021*
18:30 Lisbon, GMT / 17:30 Ponta Delgada, Açores

The meeting will take place virtually on zoom.
Join from PC, Mac, Linux, iOS or Android: https://videoconf-colibri.zoom.us/j/81715438903...
Password: 090781

About the speaker:

Viktor Johannsson is Associate Professor and Senior Lecturer at Södertörn University, Stockholm. The overarching theme of his research has been philosophical aspects of interactions between children and adults, especially in relation to early childhood education. That interest has mainly emerged as a work on children’s philosophy and in philosophy of education as an encounter between ethics, aesthetics, and literary theory. Moreover, he has worked on exploring methods of ordinary language philosophy on topics such as learning, philosophy of play and philosophy through play. The research has been highly influenced by philosophers such as Stanley Cavell, Cora Diamond, and Ludwig Wittgenstein, but also thinkers such as Simone Weil, Sören Kierkegaard, Iris Murdoch, John Dewey and Gareth Matthews. He has often turned to authors of children’s literature such as Astrid Lindgren, Cressida Cowell, J.K. Rowling and Tolkien; and pictures books by Sven Nordqvist, Shaun Tan, Dr. Seuss, Jimmy Liao, and Stian Hole; but also on adult fiction including works by Ibsen, Hamsun, Knausgaard, Austen, Tolstoj and Coetzee. At the moment he is exploring the possibility of letting his research meet different forms of educational practices in indigenous contexts.

Everyone is welcome!

 

170197235_3877720418984740_4935550843059348685_n.p

(fonte: facebook IFILNOVA)

conhecidos & desconhecidos

(joana) o que precisas de saber de uma pessoa para ela passar de desconhecida a conhecida?

(a.) precisas de saber o nome completo, a idade, os gostos, onde vive.

(f.) tens de saber também como é o cabelo, os olhos, se tem óculos ou não. a roupa não vale! a roupa nós mudamos todos os dias!

(joana) e podes dizer que me conheces, a.? nós só nos encontramos aqui no zoom, de vez em quando?

(b.) agora já conhecemos, joana, pois é preciso pelo menos uma oficina do Platão para te conhecer. a ti e a todos que estão aqui!

[registo de uma das oficinas de filosofia, edição confinamento, com crianças entre os 7 e os 12 anos, a partir da história do Martim]

 

a oficina do Platão acontece de forma online e destina-se a crianças entre os 7 e os 12 anos. inscrições disponíveis AQUI.

 

kelly-sikkema-CiLX4UM83qE-unsplash.jpgPhoto by Kelly Sikkema on Unsplash

Abril - mês da Criatividade

no dia 21 de Abril celebra- se o Dia Mundial da Criatividade: 

 

In 2017, the 21st of April was officially recognized by the UN as being the World Creativity and Innovation Day.

 

um pouco por todo o mundo haverá comemorações. a plataforma World Creativity Day está a ultimar o calendário e posso desde já adiantar que vou fazer parte, lado a lado com inspiradores incríveis. 

2.png

 

entretanto irei agendar alguns momentos dedicados à criatividade, nas minhas redes sociais. fique atento/a ao twitter e ao instagram

 

e se...?

- uma oficina de filosofia para imaginar possibilidades e dar razões

 

a proposta passa por pensar "e se...?", admitindo possibilidades e alternativas, por escolher entre o bom e o mau e apresentar razões para a escolha.

neste exercício os participantes na oficina do Platão, uma oficina de filosofia para crianças dos 7 aos 12 anos, tinham de "arrumar" algumas ideias no frasco das boas ideias ou no frasco das más ideias, explicando porquê. as ideias estavam escritas em cartas que seriam arrumadas num ou no outro frasco. 

 

uma curiosidade: quando escrevi a ideia "ouvir os pensamentos dos outros" pensei na possibilidade de ouvirmos o que cada um pensa, sem necessidade de falarmos. como se fosse possível "espiar" os pensamentos das outras pessoas. um dos participantes fez uma leitura muito dentro do que se pretende no diálogo filosófico: "é bom ouvir os pensamentos dos outros, para sabermos o que pensam e podermos conversar com eles sobre isso." foi a única pessoa a interpretar dessa forma o que nos fez repensar nas ideias que estávamos a considerar. 

 

nesta oficina trabalhamos habilidades de pensamento crítico e criativo, cumprindo com as regras do pensamento colaborativo: falar um de cada vez, respeitar o tempo do outro e pensar antes de pedir a palavra. 

 

(oficina adaptada para o formato online, a partir da proposta de Sarah Stanley, capítulo Creating Philosophical Thinkers, no livro Why Think?, p. 91)

no dia do livro infantil: 5 livros perguntadores

 

no dia do livro infantil reuni cinco títulos de #livrosperguntadores para partilhar consigo.

o que são #livrosperguntadores?

há muitos livros que carregam perguntas: no seu interior e até na capa.
refiro-me a livros com perguntas na capa e também livros que carreguem perguntas lá dentro.

 

eis as minhas sugestões:

 

Duck! Rabbit!, de Amy Krouse Rosenthal e Tom Lichtenheld, (Chronicle Kids)

- um livro que me me faz viajar até ao filósofo Ludwig Wittgenstein e Investigações Filosóficas, para pensar na questão de percepção.

 

Barafunda, de Afonso Cruz e Marta Bernardes, ilustrado por José Cardoso (Caminho)

- um livro em diálogo que arruma e desarruma ideias em cada página.

 

Il Bárbaro, de Renato Moriconi (Gallucci)

- ouvi falar deste livro numa oficina com o Afonso Cruz e fiquei rendida à sua proposta. É um livro sem texto, para descobrir a vida do guerreiro. quem é ele? que batalha está a travar? de que lado da batalha se encontra?

 

Para que serve?, de José Maria Vieira Mendes e Madalena Matoso (Planeta Tangerina)

- pode ler-se na contracapa: “Eu sou um livro que gosta de fazer perguntas. Eu gosto mais de um mundo com perguntas do que de um mundo com respostas porque eu gosto de investigar e também gosto de confundir.” – e eis a razão para este livro constar na categoria de livro perguntador!

 

A grande fábrica das palavras, de Agnès de Lestrade e Valeria Docampo (Paleta de Letras)

- é um livro recomendado pelo PNL2027 e foi um livro que a Júlia Martins me deu a descobrir. não quero dizer muito sobre a história que é surpreendente e levanta muitas perguntas: o que fazer com poucas palavras? como dizer o mundo com palavras contadas? (de repente estou no 1984, de George Orwell, a pensar em todo aquele esforço feito pelo governo para reduzir as palavras do povo, criando a Novilíngua).

 

tem outras sugestões de #livrosperguntadores para celebrar o dia do livro infantil?

partilhe nos comentários!

 

Mais sobre mim

O que faço?

Filosofia é coisa para miúdos

Fórum na Revista Dois Pontos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D

subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub