Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

filocriatiVIDAde | filosofia e criatividade

oficinas de perguntas, para crianças / para pais e filhos | formação para professores e educadores (CCPFC) | #filocri | #filopenpal

filocriatiVIDAde | filosofia e criatividade

oficinas de perguntas, para crianças / para pais e filhos | formação para professores e educadores (CCPFC) | #filocri | #filopenpal

CAFÉ PHILO

DIA 12 de JANEIRO às 21H00
Na Cafetaria do INSTITUTO FRANCO-PORTUGUÊS
TEMA: A LIBERDADE / LA LIBERTÉ

Debate em francês e português animado por

Jean-Yves Mercury
Dominique Mortiaux
Nuno Nabais

...

«(...) Houve quem dissesse que a culpa é da filosofia, que é chata. E quem acusasse as aulas, que «não são empolgantes».Apeteceu-me lembrar-lhes como tinham começado a aula. Mas não o fiz.Não creio que a filosofia possa ser empolgante para quem não investe. A filosofia exige paragem, reflexão, interiorização, pergunta a si mesmo e resposta por si. E isso é o contrário do arrastamento, da exultação. Do empolgante.Eu sei, eles são muito novos, as questões não os interessam “naturalmente”, para eles não é o seu ritmo de vida... Além disso, o meio social donde a maioria vem não os ajuda a colocarem-se este tipo de problemas.A única verdade que se me apresenta é que por este caminho vamos dar a um lugar onde não queremos estar.»



(pedaços de filosofalando)

Conferências MLAG - Mind Language and Action Group

Instituto de Filosofia da Universidade do Porto
7 de Fevereiro, às 15h00

(Via Panorâmica s/n - Porto)


CONSTRUINDO O BARCO DE NEURATH
Nelson G. Gomes
Universidade de Brasília
Brasil

A imagem do marinheiro que reforma precariamente o seu barco em alto mar é um dos mais sugestivos exemplos da epistemologia contemporânea. É o célebre Barco de Neurath, citado várias vezes em trabalhos do filósofo e retomado por Quine e por muitos outros. Na conferência ora anunciada, será retomada a origem dessa imagem num escrito de juventude que Neurath elaborou em 1913. Nesse trabalho, ele formula os rudimentos de uma visão antidogmática do conhecimento e elabora uma curiosa teoria decisionista da escolha. O trabalho contém ainda uma série de tópicos discutidos no assim chamado Primeiro Círculo de Viena (1907-12), como o holismo, por exemplo, que nas décadas posteriores viriam a exercer considerável influência. Ironicamente, o ensaio de 1913 mostra que Neurath foi um severo detrator da philosophia prima de Descartes, mas foi também um fiel discípulo da ética provisória cartesiana.

...


o ano do Rato Terra comemora-se de 6 para 7 de Fevereiro

que seja um grande ano e em grande para todos

...


Oferece-se 1 sessão de shiatsu para 9 pessoas na “Quinta dos Lobos” com o grupo de shiatsu do 3ºnível da escola do instituto Macrobiótico de Portugal.


Dia 5 de Fevereiro das 20h às 21h (não tomem refeições antes da sessão)

Aproveite esta oportunidade.


Inscreva-se com antecedência:
Quinta dos Lobos: 219 244 194 \ 961 822 920


...

"Reconhecer a verdade como verdade, e ao mesmo tempo como erro; viver os contrários, não os aceitando; sentir tudo de todas as maneiras, e não ser nada, no fim, senão o entendimento de tudo [...]".

"Ela atravessa todos os mistérios e não chega a conhecer nenhum, pois lhes conhece a ilusão e a lei. Assume formas com que, e em que, se nega, porque, como passa sem rasto recto, pode deixar o que foi, visto que verdadeiramente o não foi. Deixa a Cobra do Éden como pele largada, as formas que assume não são mais que peles que larga.E quando, sem ter tido caminho, chega a Deus, ela, como não teve caminho, passa para além de Deus, pois chegou ali de fora"

- Fernando Pessoa, O Caminho da Serpente

Saúde, Irmãos ! É a Hora !

(fonte: serpente emplumada)

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

@ creative mornings lx

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D