Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

filocriatividade | filosofia e criatividade

oficinas de perguntas, para crianças / para pais e filhos | formação para professores e educadores (CCPFC) | #filocri | #filopenpal | #FilosofiaAoVivo

filocriatividade | filosofia e criatividade

oficinas de perguntas, para crianças / para pais e filhos | formação para professores e educadores (CCPFC) | #filocri | #filopenpal | #FilosofiaAoVivo

...


O seminário pretende mapear algumas das principais problemáticas que desafiam um pensamento crítico contemporâneo. Para este efeito, ao longo das diferentes sessões, serão discutidas propostas de intelectuais cuja reflexão tem motivado importantes debates políticos (ver programa em baixo). O seminário destina-se ao público em geral. Mediante inscrição serão disponibilizados materiais comuns de leitura, dispensando-se qualquer tipo de formação académica prévia.

Inscrições: cursopcc@gmail.com monde-diplo@netcabo.pt
Tel.: 213 536 054
Preço do Curso: € 25,00 € 15,00 para estudantes
Acesso a todas as sessões e a materiais de leitura
Mais informações aqui!

Six Thinking Hats® (4)






Chapéu Preto: o ponto de vista céptico (devidamente justificado); lógico negativo; cauteloso e construtivo; avaliação do risco; possibilidade de apontar erros/deficiências processuais no próprio pensamento.


O pensamento do chapéu preto indica erros e questiona a validez das provas. Convida-nos a pensar com cautela e prudência; num dado processo em que o seu papel é avaliativo, o chápéu preto ajuda a decidir se avançamos com a decisão ou se a abandonamos.
A decisão última baseia-se nos contributos dos factos (chapéu branco), das vantagens (chapéu amarelo), da cautela (chapéu preto) e da intuição e sentimentos (chapéu vermelho.)

Six Thinking Hats® (3)

Chapéu Vermelho: o contrário da informação neutra ou objectiva; o espaço onde o palpite e a intuição se podem manifestar, sem necessidade de justificações; diz respeito às emoções e aos sentimentos, bem como aos aspectos não racionais do pensamento.

Este chapéu conduz o nosso pensamento pelas questões: “o que sinto sobre isto?” ou “o que sentem os outros?”. Sem necessidade de justificar o sentimento, o chapéu vermelho permite-nos a auto-consciência do que se sente naquele momento, sobre determinado assunto; permite também a consciência dos sentimentos dos outros, quando estes partilham connosco a emoção.
Pode o pensamento mudar as emoções? Qual o papel da inteligência emocional no nosso dia-a-dia?

Six Thinking Hats® (2)



Chapéu Azul: controla o processo do pensamento, funcionando como uma espécie de «maestro»; é o responsável do resumo e da conclusão, assegurando o cumprimento das regras e dos objectivos.




O chapéu azul é fundamental na gestão e a sua utilização permite as conclusões, o encontro com as soluções e as decisões. É este o chapéu que domina e gere todos os outros, encontrando o melhor momento de intervenção de cada um. Todos os chapéus têm o seu papel: o branco informa, o vermelho permite-me dizer o que sinto, o amarelo apresenta as vantagens, o preto é cauteloso, o verde cria algo de novo; mas é o azul que permite a sistematização. O chapéu azul é um gestor de topo por natureza , orienta, organiza e decide.

...


«É um Projecto de uma Biblioteca on-line de Filosofia em Português que ainda está dar os primeiros vagidos.
Dentro da área da Filosofia em português, e no espírito que ali se enuncia, este Sítio está aberto à colaboração e à participação de quem o desejar. Por outro lado, todas as observações e críticas (de preferência construtivas) serão bem vindas.»
http://www.lusosofia.net/index.php

Six Thinking Hats® (1)





Chapéu Branco: Informação, dados; Qual a informação de que necessitamos? Como obter essa informação?

A informação é um dos recursos mais importantes numa empresa e que pode determinar o seu sucesso. Pode ser considerada mesmo como uma ferramenta estratégica para a obtenção de vantagens competitivas; não basta para isso ter a informação, mas geri-la e dominá-la de modo eficiente. As estratégias que se desenham a partir da informação já não se encontram sob a dependência do chapéu branco, mas sim de um chapéu azul, que organiza o processo do pensamento e define os assuntos para os quais se devem canalizar os pensamentos. E também de um chapéu verde, sempre pronto a inovar a partir da informação já existente.

Fórum Recursos Humanos 2008






«Dias 17 e 18 de Abril, no Auditório da Culturgest, em Lisboa promovido pela Recursos Humanos Magazine.
A Recursos Humanos Magazine organiza, pelo 14.º ano consecutivo, o Fórum Recursos Humanos 2008. Este evento decorrerá nos dias 17 e 18 de Abril, no Auditório da Culturgest, em Lisboa, e contará com a presença de um leque de prestigiados profissionais de gestão das pessoas, consultores e académicos nacionais e internacionais. O Fórum RH 2008 tem como objectivo abordar os temas relacionados com “o estado da arte” da gestão das pessoas. Neste contexto, identificámos um conjunto de personalidades de relevo na cena nacional e internacional, e seleccionámos uma série de temas que consideramos pertinentes, inovadores e potenciadores de debate, susceptível de contribuir para o desenvolvimento da gestão do capital humano. Não perca a oportunidade de participar nesta singular acção formativa onde poderá conhecer as experiências de organizações de vanguarda que, tal como a sua, têm a ambição de chegar mais cedo e de já ter partido quando os outros chegaram.



Informações e Inscrições: Tel. 218551203 geral@rhmagazine.publ.pt »


via pressrh

Mais sobre mim

O que faço?

Filosofia é coisa para miúdos

Fórum na Revista Dois Pontos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D

subscrever feeds