Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

filocriatiVIDAde | filosofia e criatividade

oficinas de perguntas, para crianças / para pais e filhos | formação para professores e educadores (CCPFC) | #filocri | #filopenpal

filocriatiVIDAde | filosofia e criatividade

oficinas de perguntas, para crianças / para pais e filhos | formação para professores e educadores (CCPFC) | #filocri | #filopenpal

Notícias do MIL - Movimento Internacional Lusófono

8 de Fevereiro, 19h00
Fnac do Colombo (Lisboa)
Tertúlia sobre o Padre António Vieira animada por Miguel Real
(Núcleo MIL de Sintra)

21 de Fevereiro, 18h30
Anfiteatro IV da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa
Conferência de Paulo Borges:
“Ilusão e Criação em Teixeira de Pascoaes e Fernando Pessoa”
Apresentação de Manuel Ferreira Patrício

mais notícias em http://novaaguia.blogspot.com/

...



- Pimpa, por que é que gritas tanto? Tu nunca me vês a gritar assim pela casa fora, pois não?
- Não, mas tu não fazias o mesmo quando tinhas a minha idade? - perguntei-lhe.
- Acho que sim, mas isso não quer dizer que estivesse certo. - respondeu-me.
- Já sei que só porque tu o fizeste, isso não é desculpa para eu também o fazer. Mas...
- Mas o quê? - perguntou o pai.
- É que se naquela altura não foi errado para ti, talvez agora também não seja errado para mim, é só isso!


(Pimpa, Mattew Lipman)

Empregabilidade em filosofia

«(...) É que, em muitas universidades do mundo, estas disciplinas são asseguradas pelos departamentos de filosofia e é precisamente por esta razão que as empresas recrutam cada vez mais licenciados em filosofia. Enquanto andamos em Portugal preocupados com o dasein, como se a filosofia se esgotasse no seu estudo, noutros países, a filosofia não deixa sobrar o seu terreno para outras disciplinas que mais não podem fazer que remediar um ensino correcto e rigoroso da lógica e da argumentação. E é lamentável que tal não aconteça em Portugal. Não quero tomar a posição do “8 ou 80”, muito à portuguesa, e, do nada, pensar que o mal académico da filosofia está em que toda a gente é heideggeriana. Creio que filósofos como Heidegger devem ser estudados e é desejável que muitos estudos sobre o autor sejam lançados. O que é estranho é que a filosofia em Portugal parece esgotar-se aí, quando as suas possibilidades de actuação são muito mais amplas. Perante esta realidade, o que é desejável acontecer na filosofia académica em Portugal? (...)»

uma reflexão de Rolando Almeida

...



«Calcula-se que, desde o início dos tempos já tenha havido na Terra setenta mil milhões (...) de seres humanos, todos espantosamente diferentes uns dos outros. Nunca haverá ninguém como o seu bebé. Ele lidera actualmente o esforço de evolução da Natureza no sentido de uma maior inteligência, explouração do conhecimento, realizações e compreensão.»

Tony Buzan, A Criança Inteligente
(sublinhado nosso)
fotografia de Patrick Monteiro

...


Na quarta-feira, dia 6 de Fevereiro, perfaz exactamente 400 anos sobre a data do nascimento, em Lisboa, de PADRE ANTÓNIO VIEIRA.

A GALERIA MATOS FERREIRA assinala esta efeméride promovendo pelas 20h00 a inauguração de uma exposição de pintura, intitulada ESPAÇOS INTEMPORAIS, da artista FÁTIMA BARBA ( será servido um beberete ) e ainda às 21h30 uma palestra pelo investigador e escritor MIGUEL REAL sobre a VIDA E OBRA DO PADRE ANTÓNIO VIEIRA.

A palestra será antecedida ainda pela intervenção do trovador ELEUTÉRIO SANCHES que cantará alguns sonetos de sua autoria alusivos a Bandarra e ainda a Padre António Vieira, a quem Fernando Pessoa designou como Imperador da Língua Portuguesa.
Mais informações: 213 230 011 ou 962 953 722

COLÓQUIO"COM O AMBIENTE NA CONSCIÊNCIA - reflexões sobre a responsabilidade ambiental

Associação de Professores de Filosofia
Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra
7-8 de Março de 2008

Entre os dias 7 e 8 de Março, a Associação de Professores de Filosofia, em conjunto com a Sociedade de Ética Ambiental e com o apoio da Fundação Gulbenkian, realiza, na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, um colóquio subordinado ao tema da consciência ambiental. O colóquio prevê, num dos seus momentos, a participação de professores e estudantes (dequalquer ciclo de estudos) interessados, através da submissão de papers de 20 minutos. As propostas de papers deverão ser enviadas até 15 de Fevereiro de2008 para o seguinte endereço electrónico da Associação de Professores deFilosofia: apfilosofia@sapo.pt

O programa será divulgado brevemente.

...

O projecto LX TEK, exposição concebida pelo NuCivo (Núcleo de Cinema e Vídeo da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa), inaugura no próximo dia 28 de Janeiro, segunda-feira, pelas 19 h no átrio da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

Este projecto assenta no confronto com os vícios da sociedade em que nos inserimos no que diz respeito ao consumo. Deste modo, foi elaborada uma exposição, onde se incluem instalações, suporte de vídeo e recurso a material eléctrico obsoleto, bem como, a material actual.

A inauguração da exposição será acompanhada pela actuação da anti-banda Non Ensemble (música experimental e não convencional) e uma vernissage.



Organização e Informações
Associação de Estudantes da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa
NuCivo (Núcleo de Cinema e Vídeo da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa)
Tel.: +351 217 990 530; +351 916 837 147; +351 964 740 631
Endereço electrónico: nucivo@aeflul.pt
Sítio: http://www.aeflul.pt

Provocation, by Dr. de Bono

«There is a mathematical need for provocation in thinking because self-organising systems reach stable states of local equilibrium. Provocation is, of course, one of the tools of lateral thinking. Provocation, however, can only work if we develop the skill of 'movement'. This is totally different from judgement and is essentisl for creativity. Nowhere in education is this skill addressed because education is solely about the truth and not about 'possibility'. Without possibility there is no creativity. My latest book provides 63 exercises which involve the use of 'movement'. This is one of the basic habits of creative thinking. The title of the book is "How to have creative ideas: 63 exercises to develop the mind" (published by Ebury Press, London)»

Edward de Bono

Pág. 1/3

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

@ creative mornings lx

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D