Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

JoanaRSSousa

oficinas de perguntas, para crianças / para pais e filhos | formação para professores e educadores (CCPFC) | #filocri | #filopenpal

JoanaRSSousa

oficinas de perguntas, para crianças / para pais e filhos | formação para professores e educadores (CCPFC) | #filocri | #filopenpal

descobrir o mistério - ou como acontece a filosofia no 1º ano do 1º ciclo

14374156_1778348515786850_5746944220921331712_n.jp

 

nos primeiros dias de trabalho com os grupos, é importante que tenhamos contacto com algumas regras da aula de filosofia: que estamos ali para pensar, para partilhar as nossas ideias, que é importante o silêncio e o tempo de cada um para esse efeito, que é importante colocar o dedo no ar e esperar pela vez... é também habitual mostrar-lhes o ?

 

é comum, com as crianças mais novas, que o ? seja apontado como o mistério. pelo que indaguei junto deles, há uns desenhos animados nos quais o ? é apresentado como mistério. e hoje, assim aconteceu. estava a abrir a minha capa e eis que a I. viu a folha com o ? e exclamou: tens aí o mistério!

 

e pronto. estava dado o "mote" para o trabalho. estivemos a investigar o que é o mistério. neste diálogo, surgiu várias vezes o "adivinhar". 

14374469_975911905887858_8323626252913082368_n.jpg

através de exemplos, uns que surgiram espontaneamente, outros que foram pedidos por mim, pensámos sobre o que é isso de pensar sobre qualquer coisa ou adivinhar qualquer coisa. 

a I. deu o exemplo do jogo do telefone estragado, mas não sabia bem se nesse caso acontecia o pensar ou o adivinhar. lançámos o desafio de pensar sobre isto, ao grupo, e o diálogo que se seguiu foi mesmo muito interessante.

de tal forma, que a I. sugeriu que se fizermos o jogo podemos ver o que acontece: o pensar ou o adivinhar. 

 

o diálogo foi rico e motivador. experimentámos o efeito do "porquê", uma coisa muito importante na filosofia e foi difícil - sentiram alguns dos meninos. 

 

como estamos a trabalhar em grupo, tivemos a ajuda uns dos outros. pelo meio, houve muitos dedos no ar - uns para dar ideias, para dar perguntas sobre o trabalho que estavamos a fazer, outros para contar o que tinha acontecido ontem, para dizer que "na segunda-feira faço anos" e também os habituais pedidos para ir à casa-de-banho.

 

assim vai acontecendo a filosofia, com o 1º ano do 1º ciclo. 

 

 

podes fazer tudo aquilo que queres?

 

tumblr_oe2t6z7cWP1qhzqx6o1_500.jpg

 

16 de Outubro (domingo)

Oficinas de filosofia para crianças e jovens (entre os 4 e os 14 anos) 

10h - 10h50 - jovens entre os 11 e os 14 anos
11h - 11h50 - crianças 7/10 *
12h - 12h50 - crianças 4/6 * 

* os pais, tios, avós, irmãos mais velhos... também se podem juntar a nós!


Facilitadora:
Joana Rita Sousa | filocriatiVIDAde 

Local:
GROW UP
(Benfica)

Inscrição: *
8,50 eur / criança
12,50 eur / criança + acompanhante
16,00 eur 2 irmãos + acompanhante



Pf enviar e-mail para info@joanarita.eu com os seguintes dados: 

- nome da criança e data de nascimento; 
- contacto telefónico do pai/mãe/avó (...).

A inscrição é válida após recepção de e-mail de confirmação.

Todos os participantes deverão levar consigo meias anti derrapantes: vamos sentar-nos no chão, em almofadas. 


* valor sujeito a IVA, à taxa legal em vigor

"são alunos com 5 e 6 anos - não há bons nem maus"

 

gosto de trabalhar em parceria com professores e educadores: foi assim que comecei a trabalhar em jardim de infância, por exemplo. 

se há quem conhece bem a turma ou o grupo, é o professor ou educador que com eles está durante todo o dia. ainda assim, não gosto de entrar na sala com ideias pré-concebidas sobre as crianças, nomeadamente o "porta-se bem", o "porta-se mal" ou o bom ou mau aluno. são crianças, cada uma delas é única e traz consigo um determinado contexto. 

no tempo e no espaço que me é dado para com eles trabalhar, concentro-me em conhecê-los, observando os seus gestos, o olhar, a vontade ou a timidez que comandam o colocar ou não do braço no ar para dar uma ideia. como dizia uma professora ao apresentar a sua turma à colega do Yoga: "não há bons nem maus: são crianças de 5 e 6 anos e pedem muitas vezes para ir à casa-de-banho. faz parte." 

é o início do ano e tudo é novo: a turma, os professores, as regras, os espaços... estamos todos a adaptar-nos uns aos outros e isso demora tempo. em regime de AEC, esse trabalho é demorado, dado que, por regra, trabalho 1h por semana com cada grupo e sem acompanhamento do professor titular. há que fazer o melhor possível, para ir ao encontro de cada uma daquelas crianças.

 

14369060_695475887269162_1816067475_n.jpg

 

o que é uma pergunta?

14473948_1272011696168734_3937280263515537408_n.jp

 

começam as primeiras investigações "à volta" da pergunta e do perguntar. surgem as ideias, as partilhas, os braços no ar e a vontade de acrescentar alguma coisa.

há alguns olhares tímidos, outros curiosos, outros ainda de estranheza: "não quero fazer isto, quero ir brincar". mas depois o jogo começa e afinal "também quero tirar uma carta e experimentar".

 

com algum ruído pelo meio, com agitação: tudo isso faz parte do processo. passo a passo, chegamos lá e começamos a "desvendar" os caminhos da filosofia. 

 

14478531_191230847967704_4644767145031368704_n.jpg

 

14482984_1562117713814190_1923013706329882624_n.jp

 

no final espreguiçamos e até temos tempo livre para fazer o que queremos 

abertas as inscrições: formação acreditada - filosofia para crianças e jovens

14369060_695475887269162_1816067475_n.jpg

 

Ferramentas para pensar: 

filosofia para crianças e jovens

 

Registo: CCPFC/ACC-84108/15, Nº Créditos: 1

 

 

Acção de formação destinada a educadores de infância, docentes dos ensinos básico e secundários e docentes do ensino especial

 

Formadora: Joana Rita Sousa

 

Inscrições em http://goo.gl/tzrybt 

 

1 Crédito - 25 horas

 

Local de realização: Escola Secundária D. Dinis 

 

Datas    

15 de outubro de 2016

05 de novembro de 2016

19 de novembro de 2016

03 de dezembro de 2016

17 de dezembro de 2016        

 

Das 8:30h às 13:30h

 

OBJETIVOS:

 

Refletir sobre o os referenciais teóricos da Filosofia para Crianças e Jovens

Identificar ferramentas de aprofundamento filosófico

Construir agendas de discussão como ponto de partida dos exercícios de pensamento

Construir estímulos para as aulas/oficinas de filosofia para crianças e jovens

Criar estratégias de aplicação das metodologias da filosofia para crianças e jovens noutras disciplinas

Contribuir para o desenvolvimento profissional e pessoal dos professores, bem como para as aprendizagens dos alunos

filosofar ao domingo de manhã

tumblr_oe2j2mATcb1qhzqx6o1_500.jpg

 

o desafio foi fazer um jogo com base na pergunta "as perguntas medem-se aos palmos?" - e as famílias do V., da L., do T., da C., do E. e do M. aceitaram-no. passaram a manhã de domingo a pensar em conjunto, a partilhar certezas e dúvidas. 

nos próximos dias vou partilhar alguns momentos dos diálogos, aqui mesmo no blog. 

 

entretanto, aproveito para partilhar que a filosofia volta ao espaço GROW UP, em Benfica, no dia 16 de Outubro. o desafio é pensar à volta da pergunta "Podes fazer tudo aquilo que queres?"

 

 

(fotografia: Carla C.)

 

formação acreditada : filosofia para crianças e jovens (para educadores e professores)

2016-05-31 17.16.26-1.jpg

 

Ferramentas para pensar:

filosofia para crianças e jovens

 

Registo: CCPFC/ACC-84108/15, Nº Créditos: 1

 

 

Acção de formação destinada a educadores de infância, docentes dos ensinos básico e secundários e docentes do ensino especial

 

Formadora: Joana Rita Sousa

 

Inscrições em http://goo.gl/tzrybt 

 

1 Crédito - 25 horas

 

Local de realização: Escola Secundária D. Dinis 

 

Datas    

15 de outubro de 2016

05 de novembro de 2016

19 de novembro de 2016

03 de dezembro de 2016

17 de dezembro de 2016        

 

Das 8:30h às 13:30h

 

OBJETIVOS:

 

Refletir sobre o os referenciais teóricos da Filosofia para Crianças e Jovens

Identificar ferramentas de aprofundamento filosófico

Construir agendas de discussão como ponto de partida dos exercícios de pensamento

Construir estímulos para as aulas/oficinas de filosofia para crianças e jovens

Criar estratégias de aplicação das metodologias da filosofia para crianças e jovens noutras disciplinas

Contribuir para o desenvolvimento profissional e pessoal dos professores, bem como para as aprendizagens dos alunos

 

2016-06-04 11.08.29-1.jpg